0

Alunos Aprovados

Estude com quem mais aprova!

  • 1/3 dos aprovados na Polícia Federal são Alfartanos!
  • 1º lugar nacional na Polícia Rodoviária Federal é Alfartano!
  • 1º colocado no DEPEN é Alfartano!
  • 662 aprovados no INSS são Alfartanos!
  • Mais de 400 aprovados no TJ PR são Alfartanos!

Faça parte dos mais de 55.000 alunos aprovados!

Evandro testimonials 360c0112f3d9b9e15dd953a6d90f0753e439172fcaad207e526f3c4c77465b21
  • Marcos Medeiros Polícia Civil do Mato Grosso do Sul
    Mqdefault
  • Gabriel Lopes Possamai Polícia Civil do Mato Grosso do Sul
    Mqdefault
  • Artur e Cristiano TJ SP 2017
    Mqdefault
  • Janilson Erick IBGE - 2017
    Mqdefault
  • Evelini Fonseca TRE PR - 2017
    Gravatar 05682df21c0a7aeb3c40dfe27317390c7310900783d337d336f54e3b7f125ed2

    Meu nome é Evelini Fonseca, tenho 31 anos, sou de Belo Horizonte – MG e fui aprovada no concurso do TRE PR. Sou formada em Direito e decidi fazer concurso durante a faculdade quando percebi que não me encaixava na dinâmica de escritório e por querer uma vida financeiramente tranquila para realizar meus projetos.

    Me dediquei efetivamente ao estudo para os concursos por 2 anos. Primeiro vi minha dificuldade em português e fui estudar de verdade a matéria. Depois disso passei a fazer 20 questões todos os dias. Com informática fiz um curso que foi pouco útil, mas decidi vencer a má vontade e me empenhar a fazer 20 questões todos os dias. O resto das matérias que já tinha algum conhecimento fui lapidando com revisões, leitura da lei e exercícios diários.

    Eu apenas estudava. Estudei com os resumos que venho organizando e alimentando ao longo do estudo. O desânimo vinha sempre devido ao cansaço, por estar nessa batalha já há algum tempo, do sentimento de que mesmo indo bem ainda tinha uma espera pela frente. Porém, na maior parte do tempo tentava não pensar nisso, apenas sentar na cadeira e fazer aquilo programado para o dia. Se estava desanimada mesmo, ia fazer exercícios, se errava muito parava e ia fazer qualquer outra coisa que não tivesse relação com concurso.

    Já venho em uma rotina de abdicação de algumas coisas, nem penso muito sobre isso. Deixo de encontrar minhas amigas, de fazer programas mais cansativos que sei que vou precisar de um dia inteiro para me recuperar. Sou casada e meu maior apoiador é meu marido. Alguns amigos se distanciaram pois de tanto negar convites eles pararam de faze-los. Porém, aqueles amigos de verdade entendem e não se incomodam.

    Nos últimos 2 anos tenho feito o maior número de provas possível. Isso foi bom, pois fui vendo a melhora mais de perto e efetiva. Comecei a estudar meses antes do edital do TRE SP sair, e após essa prova fui embalada no estudo para o TRE PR. Me mantive motivada imagino por ter certeza que os editais iam sair, pelo fato de saber que era esse concurso em específico que eu desejava e em locais que desejava.

    Conheci o AlfaCon no Google. Fiz a revisão de véspera e me ajudou em algumas questões na hora da prova.

    Depois de achar que o modo como estava estudando não estava me fazendo avançar decidi mudar. Fiz um cronograma com revisões programadas em 48h, 7 dias e 30 dias, no início. Após praticamente esgotar o edital esqueci esse esquema, dividi o edital em tópicos e coloquei em uma agenda para revisar pelo menos 4 tópicos por dia. Depois de cada revisão muitos exercícios.

    A maior dificuldade era vencer o cansaço e a ansiedade. Mas com muita persistência e resiliência, desejo de fazer dar certo, superei todas as dificuldades. O que me deixava menos nervosa na reta final era fazer exercício, fazia muitos com a lei ao lado. Acertar me fazia saber que estava no caminho certo, que a matéria estava fixando. O que foi efetivo sem dúvida foram a quantidade de exercícios, fez toda a diferença. Acredito que a falha foi na hora da prova em que deixei o nervosismo tomar conta, pois estava achando a prova muito difícil e acabei pecando na redação.

    Não desista, porque a história de que concurso é uma longa fila, é a pura verdade. A vez de quem não desiste chega. Fazer muitos, muitos e muitos exercícios faz diferença.

    Ler depoimento completo
  • Janyeire Paulino dos Santos Agepen CE - 2017
    Gravatar 05682df21c0a7aeb3c40dfe27317390c7310900783d337d336f54e3b7f125ed2

    Meu nome é Janyeire Paulino dos Santos, tenho 29 anos, sou de Fortaleza – CE e fui aprovada no concurso Agepen CE. Sou formada em Direito e comecei a estudar para concurso para realização profissional.

    Eu saí do meu emprego para me dedicar o máximo. Estudei 2 meses integral e intensamente no online e acompanhando os aulões presenciais e madrugadões. Adorei o aulão de véspera com toda a equipe reunida AEP e AlfaCon, foi fantástico! Tentei estudar equilibradamente todas as matérias e resolvendo o máximo de questão possível.

    Estudei com todo o conteúdo do material PDF do curso online e apostila do AlfaCon. Minha família é minha Motivação. Decidi sair do meu trabalho e das horas de lazer com minha família. Essas renuncias são temporárias, a estabilidade é para sempre.

    Sou casada e meu marido me apoia em todas as minhas decisões. Bem como minha mãe, ambos foram bases de apoio essenciais. Fiz outros concursos e também fui aprovada para Escrivão da PC CE. Comecei a estudar após a abertura do edital. Pesquisando cursos para carreiras policiais. O AlfaCon verdadeiramente promove vitórias com seu grupo seleto de Professores e equipe técnica de apoio, trabalham com altíssimo nível de profissionais que além de todo conhecimento nos transmite confiança, foco e determinação.

    Descobri com o tempo de estudo que sou sinestésica, preciso fazer um pouco de tudo, ler, assistir aulas e fazer resumos. O mais difícil foi o cansaço físico e mental, mas com determinação consegui superar todas as dificuldades. Sou ansiosa, mas tento me acalmar porque sei que posso me prejudicar e não quero e nem posso me auto sabotar.

    A experiência dos professores foi de grandiosa importância, pois mantive o foco na banca. Minha falha foi acreditar que era boa o suficiente para a banca em uma determinada matéria e não a revisar. Com essa autoconfiança perdi pontos.

    Nunca desistam de lutar por seus sonhos, o caminho é longo e árduo, mas o sabor da Vitória é inigualável.

    Ler depoimento completo
  • Emerson da Silva Rocha Corpo de Bombeiros Militar da Bahia - 2017
    Gravatar 05682df21c0a7aeb3c40dfe27317390c7310900783d337d336f54e3b7f125ed2

    Meu nome é Emerson da Silva Rocha, tenho 27 anos, sou de Jequié – Bahia e fui aprovado em primeiro lugar no concurso de Bombeiro Militar da Bahia. Sou formado em Letras Vernácula e resolvi começar a estudar para concurso público por causa da estabilidade financeira.

    Estudei um ano todos os dias sem falhar um. Estudava 4 horas por dia, assistia as aulas online, e fazia muitos exercícios. Eu foquei mais nas disciplinas específicas e as outras eu estudava com uma carga horária menor de tempo. A experiência foi fantástica e me deu ânimo para buscar objetivos maiores agora. Obrigado, AlfaCon!

    Conciliava trabalho e estudos, foi difícil, mas valeu a pena. O material do AlfaCon é muito bom, mas eu pesquisava muita na internet e YouTube. Fiquei desmotivado pela rotina, mas o que me motivava era a promessa de uma estabilidade financeira. Eu estudava durante o dia, mas tinha as minhas noites livres para fazer outras coisas, mas se eu não cumprisse as metas do dia eu diversas vezes tive que pagar durante a noite.

    Sou casado e minha esposa foi uma grande incentivadora. Tentei fazer o CFO BA, mas fiquei em 273, mas ano que vem eu passarei. Continuarei estudando pelo AlfaCon. Comecei a estudar ainda sem o edital na praça, mas eu orava muito a Deus e ele me manteve motivado.

    Conheci o AlfaCon através de indicação de um amigo que também é aluno do on-line. A didática dos professores é muito boa e eu acredito que o on-line é melhor para mim, pois quem dita o ritmo do curso sou eu. Se aprendi, avanço, se fiquei com dúvida assisto quantas vezes for necessário. Minha maior dificuldade foi matemática, mas aprendi a conviver bem com ela. Superei todos os obstáculos com persistência.

    Estudei até na noite anterior a prova e não dormi bem, mas Deus foi misericordioso e deu tudo certo. Como sou ansioso, ainda não sei controlar o nervosismo antes da prova. Acredito que o diferencial foi estudar sem parar e todos os dias. Às vezes, eu queria ficar na cama mais um pouco quando o relógio despertava, mas logo eu lembrava que alguém em algum lugar poderia estar estudando e levar a última vaga que eu tanto precisava, então eu levantava.

    Creia em Deus e vá à luta, pois Deus só chama quem está ocupado fazendo algo. Invista em sua preparação e faça o seu investimento valer, o resultado certamente virá.

    Ler depoimento completo
  • Thalita D’Almeida Pereira de Oliveira Corpo de Bombeiros Militar da Bahia - 2017
    Gravatar 05682df21c0a7aeb3c40dfe27317390c7310900783d337d336f54e3b7f125ed2

    Meu nome é Thalita D'Almeida Pereira de Oliveira, tenho 29 anos, sou de Salvador – Bahia e fui aprovado no concurso CBM Bahia em 2º lugar. Sou formado em Fisioterapia e já sou Soldado de bombeiro. Procurei ascensão na minha carreira.

    Me dediquei 8 meses, estudava o dia todo de 7- 22h com pausa somente para o almoço. Dividia o tempo igualmente entre todas as disciplinas. Conciliava com os serviços no quartel. Fazia cursinho a noite e estudava pelo AlfaCon e outras aulas online. Quando sentia falta de algum conteúdo buscava no YouTube.

    Durante todo tempo estive motivada por saber que este ano sem dúvidas iria ter o certame. Claro que as vezes batia o desânimo, mas a vontade de ter minhas estrelas sempre foi maior do que qualquer preguiça ou vontade de parar.

    Abdiquei de muita coisa juntamente com meu esposo e toda família. Finais de semana sem passear, dias e dias sem ver meus pais. "Perdi" um final de semana com tudo pago num resort na praia do forte. Mas, não me arrependo de nada. O resultado veio!

    Sou casada e toda minha família me apoiou, porém, sentiram a minha falta. Antes desse concurso fiz para Soldado em 2012, e passei. Conheci o AlfaCon através do cursinho da Cavalaria. As aulas do AlfaCon me ajudaram dando um suporte maior com o conteúdo que aprendia em sala de aula.

    Não possuo nenhuma técnica de memorização. Apesar de levar mais tempo eu só consigo estudar escrevendo. Minha maior dificuldade foi nas matérias específicas como física, química e biologia, e como sempre em matemática. Mas assisti aulas de diferentes professores até achar um com a metodologia que mais me identificasse.

    O nervosismo era terrível, não tive como controlar, estudei até na manhã da prova. O que realmente efetivou minha aprovação foi ter foco nos estudos e abrir mão de qualquer coisa que não era estudar. Pode ser difícil, achar que é impossível, mas se você acredita e se dedica, mantém o foco, não tem como dar errado.

    Ponha suas angústias nas mãos de Deus, peça a ele direcionamento e que se for para sua felicidade que tudo ocorra da melhor maneira possível. Acredito no seu potencial. VOCÊ CONSEGUE!

    Ler depoimento completo
  • Guilherme Luz Agepen SP - 2017
    Gravatar 05682df21c0a7aeb3c40dfe27317390c7310900783d337d336f54e3b7f125ed2

    Meu nome é Guilherme Luz, tenho 31 anos, sou de São Sebastião – SP e fui aprovado no concurso Agepen –SP. Sou formado em Direito e comecei a estudar para concurso porque sonho em entrar para Policia Federal.

    Estudo há 1 ano e meio para a PF e PRF, de 5 a 8 horas por dia. Foco mais na disciplina de Português e RLM, as quais tinha mais dificuldades, porém, já foram desmistificadas. Dedico um tempo maior nas disciplinas básicas.

    Atualmente eu só estudo. Comecei estudando no online do AlfaCon por 6 meses e depois me mudei para o presencial AlfaCon em São Paulo. É difícil manter o ritmo todos os dias, o que me motiva é minha filha de 5 anos, minha mãe que está sempre me apoiando e meus amigos de cursinho. Para fazer o curso do AlfaCon em São Paulo tive que me afastar um pouco da minha família. Visitava minha filha sempre que não tinha simulado aos domingos (a cada 14 dias).

    Morei em uma pensão a qual só tinha 1 banheiro para 8 moradores. A adaptação não foi fácil, mas a vontade de ser PF sempre falou mais alto. Sou divorciado e moro com minha mãe em São Sebastião atualmente, mas pretendo voltar pra SP em 2018 para o presencial do AlfaCon.

    Alguns familiares aceitam, porém, outros questionam o porquê de eu não estar trabalhando, é difícil explicar que estou "só" estudando. Quase todos os "amigos" se afastaram, e festa em família eu perco todas. Já fui aprovado 3 vezes na PM SP e também no IBGE como supervisor para realizar o censo e agora no Agepen-SP.

    No TJ-SP fiquei com 81 pontos, pois a disciplina de cpc e info me derrubaram. Nunca estudei especificamente para o Agepen. Utilizei minha carga de estudos da PF para realizar a prova. Conheci o AlfaCon pelo YouTube no final de 2015 e só me preparei com o material AlfaCon. Eu gosto muito de vídeo aulas e de tanto assisti-las eu acabei por memorizá-las.

    Faço bastante exercícios no livro de 5000 questões do AlfaCon. Já fiz uns 3 cadernos de cada matéria e também já fichei todas as aulas do online. A maior dificuldade é a distância da minha filha e a questão financeira.

    Minha mãe é a responsável financeiramente por mim e pela minha filha. Penso que no futuro poderei retribuir todo o esforço da minha mãe e poderei estar mais perto da minha filha. A troca de conhecimento com outras pessoas que também estudam para o mesmo cargo foi primordial para minha preparação.

    Acredito ter falhado no início, pois esgotava uma matéria antes de começar a estudar a próxima. Se for pra desistir, então nem comecem. Depois de iniciada a caminhada só poderemos descansar quando alcançado nosso objetivo.

    Ler depoimento completo
  • Rafael Ometto Sahadi Agepen SP - 2017
    Gravatar 05682df21c0a7aeb3c40dfe27317390c7310900783d337d336f54e3b7f125ed2

    Meu nome é Rafael Ometto Sahadi, tenho 28 anos, sou de Ribeirão Preto – SP e fui aprovado no concurso Agepen SP. Sou formado em Educação física e decidi começar a estudar para concurso porque saí do meu emprego em dezembro/2016, e percebi que o mercado de trabalho privado não garantia estabilidade.

    Comecei a estudar firme mesmo em abril após ver alguns vídeos motivacionais do "Evandro Guedes", li seu livro e comecei assistindo às aulas free do AlfaCon. Esse foi o primeiro passo! Em maio entrei em um curso presencial aqui na minha cidade para Polícia Civil de SP! Até que saiu o edital Agepen SP e um professor meu que é diretor de uma penitenciária aqui da cidade, me encorajou a prestar o concurso.

    Passei pela prova objetiva apenas com os estudos que estava fazendo para Polícia Civil. Pode se chamar de sorte um pouco, pois foi bem quando o curso estava acabando e estava tudo fresco na cabeça. Continuo dando aulas de personal trainer e estudando a noite. Das 6 às 19:00 trabalho e 19:15 às 00:00 estudo. Cansar cansa, mas é necessário. Só até passar!

    Vi muita aula free do AlfaCon porque infelizmente não tenho condições de pagar o curso integral, fiz um curso presencial da minha cidade que me guiou os estudos. Como foi um curto período não deu tempo de me desmotivar, o que sempre me motiva é que quero muito ser da área policial então sempre penso em tudo que passo para que dê certo.

    Nunca fui de sair, então não foi um problema grande, o pior foi cortar o futebol da semana e os fins de semana sem o churrasquinho com a família. Sou casado e graças a Deus ela compreende e sabe que estou fazendo o melhor para nós dois. Prestei TJ SP por conta da banca ser a mesma da PC SP e fui bem mal rsrs. Foi bom para ver que realmente precisava focar porque nada vem de graça.

    Estudava para ser Policial Civil, como não abria o edital, fui prestar outros concursos para testar conhecimento, tempo de prova, essas coisas. Conheci o AlfaCon por causa de amigos que estudam para concursos. O AlfaCon me ajudou com vídeos motivacionais, aulas free, dicas, etc.

    Minha maior dificuldade foi o tempo e a falta de dinheiro, mas mantive o foco e corri atrás do meu sonho. Como o Agepen SP não era o foco principal, quando a prova se aproximou foi bem tranquilo, deu uma aliviada no stress.

    Minha dica para quem é concurseiro é simples, estuda que a vida muda!

    Ler depoimento completo
  • Jader de Oliveira Corpo de Bombeiros Militar da Bahia - 2017
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Jader de Oliveira, tenho 21 anos, sou de Salvador/Bahia e fui aprovado no concurso de Soldado – Bombeiro Militar da Bahia. Decidi estudar para concurso público basicamente em busca da independência financeira e, por conseguinte a estabilidade que ele proporciona.

    Quanto à minha preparação, estudei com foco nesse concurso com 3 meses de antecedência. Não foi um período grande, mas como eu tinha ciência disso, busquei um material de qualidade e que me desse um norte nos estudos. Foi aí que organizei o material do AlfaCon e, como eu não trabalhava durante o dia, fiz um ciclo de estudos de 8h por dia, estudando duas matérias por dia, com foco nas matérias específicas que eram as que tinham o peso maior, por exemplo: em um dia pela manhã estudava Direito Constitucional e pela tarde Direitos Humanos.

    Os finais de semana eu reservava para revisar, reforçar conteúdos e resolver questões, o que é muito importante. Eu não trabalhava. Foi um diferencial para mim e eu pude aproveitar disso. Como eu só me ocupo à noite com faculdade, utilizava o período da manhã e da tarde para estudar para concurso.

    Estudei pelos materiais do AlfaCon que foram suficientes para eu conseguir a aprovação. Estudei por vídeo-aulas e pdf’s e compareci à revisão de véspera do AlfaCon que aconteceu aqui na cidade, que inclusive foi ótimo para solidificar o conteúdo. Como a preparação foi por um período curto, procurei me manter sempre motivado, o que não foi difícil.

    Durante os 3 meses de preparação, procurei me entregar aos estudos totalmente. Não saía e a todo tempo eu estava com o fone de ouvido escutando leis, por exemplo. Fiz o concurso da Agerba como treino, no início deste ano. Me preparei durante um mês e tive uma boa colocação, o que me deu mais ânimo para estudar para o próximo.

    A maior dificuldade foi a persistência que se tem que ter nas matérias que não gosto. Persistir estudando determinada matéria sem gostar foi difícil, mas continuei. Nos últimos dias fiquei muito ansioso, mas foi amenizado com a Revisão de Véspera do AlfaCon que me deixou mais seguro.

    Nos dias que antecederam a prova busquei somente resolver questões e elaborar redações. O que realmente acho ter sido efetivo na minha preparação foi justamente as questões. Quem faz concurso precisa treinar e fazer muitas. As questões dão um suporte necessário para assimilar o conteúdo. Falhei nas matérias de conhecimentos básicos. Se tivesse mais tempo poderia ter dado um pouco mais de importância a elas.

    Não desista! Se você pensa que consegue ou se você pensa que não consegue, nas duas você vai estar certo. Então pense em vencer!

    Ler depoimento completo
  • Acacio Coutinho Agepen SP - 2017
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Acacio Coutinho, sou de São Paulo capital, tenho 21 anos e fui aprovado na primeira fase do concurso Agepen SP.

    Fiz 21 anos e me deparei com as dificuldades do mundo. Queria comprar uma casa, um carro e poder viajar, porém, os trabalhos que conseguia me pagavam sempre mil reais e tiravam todo o meu tempo livre.

    Minha mãe é funcionária pública aposentada e sempre me falou muito bem do trabalho dela e contava que se não fosse a estabilidade que ela tinha passaríamos dificuldades. Meu pai morreu com 35 anos, vítima de um câncer no pulmão. Éramos pequenos e se não fosse o concurso público da minha mãe não sei o que seria da minha família. Decidi seguir os passos dela e começar a estudar.

    Há mais ou menos 4 anos que estou estudando para concurso, segui a risca todas as dicas que os professores davam. Comecei assistindo os vídeos gratuitos que o Alfa disponibiliza na internet e depois de um tempo resolvi visitar a unidade do Alfa na Liberdade e fiz minha matrícula. Montei meu plano de estudos, uma tabela de segunda a domingo, duas matérias por dia mais exercícios.

    Separava 7 horas por dia para estudar, 3 horas em cada matéria mais 1 hora de exercícios da matéria que estudei no dia. No começo só queria estudar Direito, adorava a matéria e esquecia das básicas, já imagina o resultado né? Quando adquiri maturidade nos estudos percebi que Português, Matemática, Raciocínio Lógico e Informática eram primordial para poder passar e comecei a melhorar minhas notas e até passar em alguns concursos mais fáceis e agora passei no Agepen aqui de São Paulo.

    Eu nunca consegui só estudar, precisava trabalhar. Pessoalmente acho que ter um emprego e estudar é melhor do que só ficar estudando. Você fica mais focado, valoriza mais seu tempo de estudo e todos os dias tem um motivo gigante para continuar firme na caminhada pois vivencia a iniciativa privada e o famoso mil reais.

    Eu trabalhava cuidando de dependentes químicos eu uma residência terapêutica. O trabalho era 12/36h, trabalhava um dia e folgava no outro. Lia meus resumos e a lei seca no trabalho e na folga fazia meu estudo dirigido sem esquecer dos exercícios físicos para o TAF. No começo comprei todos os livros que você imagina, hoje eles viraram decoração em casa.

    Estudava basicamente com o material do Alfa e com um vademecum para poder ler a lei seca. Nos finais de semana gostava de assistir as vídeo-aulas do AlfaCon para tirar as dúvidas que faltavam. Isso foi mais que suficiente para eu poder passar nas provas.

    Motivação é algo que você precisa procurar todos os dias. Sempre que eu estava desmotivado ouvia um áudio do Evandro que tem no YouTube falando sobre correr atrás dos seus sonhos e aquilo para mim já bastava. Concurseiro tem a mania de se boicotar, de se vitimizar, e comigo não foi diferente. Parei de falar para as pessoas o que eu estava fazendo, não contava nem para minha família, e a pressão diminuiu, ninguém mais perguntava nada, e sempre que alguém perguntava como iam os concursos eu era breve e falava ”estão indo” e dava um sorriso.

    Eu não tinha dinheiro para nada logo não tinha do que me abdicar, não me sentia bem nos lugares que eu ia. Sempre pensava ‘’poxa poderia estar estudando agora e estou aqui’’. Festa sempre tem, geralmente a gente que não tem dinheiro para ir em todas. Ninguém deixa de fazer nada por você então não deixe de correr atrás das suas coisas, quando você chegar lá todos vão querer estar do seu lado.

    Moro com a minha mãe e ela sempre me incentivou e estudo por causa dela, namoro há 4 anos e minha namorada é muito inteligente sempre gostou de estudar, até fazia uns concursos junto comigo para me incentivar (ela passava e eu não, rs). Os ”amigos” você pode esquecer que eles vão sumir mesmo, mas aparecem na mesma velocidade quando você passar. Tome cuidado com os ”amigos”.

    Tentei outros concursos públicos antes da minha aprovação. Fiz duas vezes a prova da Polícia Militar de São Paulo, em uma passei e na outra não. Nesse que eu passei fui bem ruim e não fui convocado para o TAF. Fiz o TRT de Minas Gerais, e este foi o pior concurso da minha vida, no aeroporto comecei a corrigir o gabarito junto com minha namorada e acreditem chorei quando descobri que acertei só 20 questões.

    Fiz concurso para Oficial Legislativo de Poá, fiz agora para o Conselho Regional de Biologia, fiz concurso até para Vigilância Sanitária e vou fazer agora para Oficial da PM e para Soldado também. Peguei gosto e sou muito feliz fazendo provas. Nunca fiquei bitolado com edital aberto. Eu sabia que não adiantaria estudar só quando abrisse o edital, eu teria que estar estudando bem antes. Eu ficava feliz em ver que eu estava terminando o edital e o concurso ainda estava para sair, aquilo para mim já era uma vitória! Quando se estuda assim você fica muito mais confiante e calmo no dia da sua prova.

    Conheci o AlfaCon pesquisando na internet ”melhor cursinho para concurso público” e apareceu o Alfa! Essa equipe me mostrou o caminho, pegou na minha mão e disse ‘’é assim que faz, agora só depende de você’’. Gosto do método do AlfaCon, sem mimimi, fala as coisas na cara.

    Quando o concurso saiu, como já tinha estudado o edital inteiro, eu tentei relaxar a mente. Leio meus resumos e faço só exercícios, não fico mais no estudo dirigido, o que tinha que estudar já estudei. Concurso se aproximando não adianta abrir um livro de 100 páginas que você não absorve nada.

    Não acho que houve falhas durante minha preparação. Eu sempre falo que faltava maturidade de estudo, tem coisas que só se resolvem com o tempo. Acredito que estudar para concurso público também é um grande teste de paciência.

    Não desista! Lembre-se dos motivos que te fez começar. Se estiver cansado, descanse e volte no outro dia descansado.

    Ler depoimento completo
  • Antonio Marques Lisboa Filho Agepen SP - 2017
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Antonio Marques Lisboa Filho, tenho 30 anos, sou de Birigui, Interior de São Paulo e fui aprovado no concurso da Polícia Militar de São Paulo e aprovado na 1ª fase do Agepen SP. Decidi estudar para concursos pois vejo que depende apenas de nós e o estudo dá resultado. Estou provando disto. Adquiri o livro do AlfaCon para PM SP cargo de soldado, estudava as principais matérias (português e matemática) com mais força. Na apostila fiz os exercícios dos outros conteúdos. O bacana é que lá está o que cai na prova, então me ajudou muito.

    Estudo para concurso público há 2 anos. Fazia faculdade, trabalho e tenho família (2 filhos pequenos e esposa). Não é fácil conciliar. Alguns momentos são muito complicados. Mas quero mudar de vida. Estudei com a apostila do AlfaCon para PM SP cargo de soldado mais as vídeo-aulas no YouTube para apoio. Estou motivado sempre. Como quero carreira policial, os exercícios físicos me ajudam muito.

    Em vários momentos nós temos um questionamento da esposa ou de parentes principalmente, pois às vezes eles não entendem o que estamos buscando e o porquê, apesar da gente tentar explicar. Procuro estudar durante a madrugada, pois as crianças já dormiram, mas no geral minha esposa me dá apoio e tenho sempre forças para seguir em frente. Sou casado e moro com minha família de aluguel.

    Já fiz outros concursos, mas sem qualquer estudo e preparação. Antes não sabia que existia um investimento a ser feito, nem imaginava que existiam pessoas que preparam materiais para estes casos… Sempre fui mediano em português, e tinha notas medianas, mas jamais aprovações. Primeiro me interessei pela carreira policial, e ia tentar PM MG, mas pela minha idade, não era possível concorrer, porém estudava mesmo assim. Quando saiu PM SP soldado não sabia muito sobre… então me deparei com a chance de prestar. Já vinha estudando e dei uma velocidade e atenção maior com o edital.

    Conheci o Alfa Concursos na faculdade quando estava assistindo aulas, quando me apresentaram o Evandro Guedes e o Direito penal…rsrsrs, foi tiro e queda. Entrei no site do AlfaCon e gostei de imediato… compro produtos e admiro demais a marca. A equipe me ajudou muito com materiais e vídeo aulas, com motivação… sempre entro no site pra ver as novidades.

    Não tenho muita dificuldade de aprendizagem, eu estudo e memorizo. As matérias de interpretação leio e fixo fácil, tenho facilidade. As exatas, por outro lado, preciso fazer exercícios. Graças a Deus sempre aprendi de forma fácil os conteúdos. Enfrentei dificuldades como horário para estudar e disciplina. Ainda sou pouco organizado com os estudos. Procurei estudar na faculdade, tranquei a 2º que fazia de Matemática para estudar lá mesmo os conteúdos. Graças a Deus consigo controlar bem a ansiedade, desenvolvo bem em provas. Também em vista de outros certames como PF e PRF, os que prestei são concorridos, porém a carga para estudar é menor. Acredito que falho um pouco na organização e regularidade dos estudos. Posso render muito mais se houvesse como organizar as matérias de forma adequada e ter uma rotina de estudos bacana.

    As aprovações são consequências daquilo que você planta. Parece clichê, mas conhecimento adquirido jamais é perdido. Penso que estudar para concurso está me tornando uma pessoa mais culta, pois estou adquirindo conteúdos que elevam minha intelectualidade mesmo que não me sinta preparado para aprovações! Ainda quero galgar mais!! Só não passa quem para!

    Ler depoimento completo
  • Jessica Fernanda de Salles Francisco Polícia Civil do Mato Grosso do Sul
    Inshot 20170525 094009 1

    Meu nome é Jessica Fernanda de Salles Francisco, tenho 26 anos, moro em Jales/SP e fui aprovada na 1ª fase do concurso da PC MS. Decidi estudar para concurso público buscando estabilidade.

    Eu me preparei por 60 dias, dando prioridade para as matérias de direito administrativo, constitucional, penal, processo penal, leis especiais, legislação institucional; assistia as vídeo aulas, lia os PDF’s, lia bastante lei seca e resolvi muitas questões e fiz simulado de provas anteriores da banca FAPEMS. Faltando 1 mês pra prova, tirei férias e consegui estudar umas 10 horas por dia. Conciliava trabalho e estudos.

    Estudava após o trabalho, porém faltando 1 mês para o dia da prova, consegui férias para me dedicar exclusivamente para o concurso.

    Para potencializar a minha preparação, utilizei o VADE MECUM, vídeo aulas da AlfaCon, os PDFs de apoio que vem com as vídeo aulas que tinham todo o conteúdo necessário. Estive sempre motivada, porém quando vi o grande número de inscritos, confesso que fiquei assustada! Mas orei muito a Deus e continuei firme nos estudos!

    Eu estudava aos finais de semana, inclusive a noite, teve feriados que via todos postando fotos aproveitando os dias nos clubes, piscinas, em festas, e eu estava sempre estudando, não saí de casa e toda minha família entendia! Acho que valeu a pena!

    Sou noiva e moro com meu pai e irmão. Meu noivo super me apoia, ele foi meu maior incentivador! Minha família me entendeu sem problema nenhum, apenas minha mãe foi difícil de entender porque ela me chamava muito para sair e não entendia o porquê de eu estar de férias e só dizer não a ela, mas agora ela sabe.

    Eu sou concursada do Detran MS e para esse concurso da PC MS eu fiz uma prova de agente penitenciário para ver como me sairia e tive um bom resultado! Confesso que comecei a estudar para valer mesmo apenas quando o edital abriu.

    Sobre o AlfaCon, já conhecia a equipe pelo Evandro. Assistia as aulas dele pelo YouTube e sempre tive vontade de adquirir um curso do AlfaCon. Este me ajudou por ter todo conteúdo organizado, pronto para eu só sentar e estudar.Os professores são excelentes, são diretos, ensinam apenas aquilo que é cobrado em concurso, não nos faz perder tempo!

    Eu mesma crio os meus mnemônicos que para mim funcionam muito bem. Só consigo estudar em apostilas impressas, não gosto de ler nada em mídias, até porque preciso grifar, escrever, então preciso de um material impresso. Faço anotações do que acho importante e colo até nas paredes se necessário! Gravo áudios para ouvir em momentos que não posso ler…dentre outras coisas.

    Minha maior dificuldade foi dominar o sono. Quando começava a sentir muito sono, eu parava um pouco, levantava, andava, para despertar. Às vezes mudava até o que estava estudando. Estudei até o último segundo. Os últimos dias foram os que mais me dediquei, fiquei muito nervosa e no dia da prova quase não dormi. Orei muito para Deus me ajudar.

    Acredito que durante essa época consegui estudar durante o dia inteiro e com qualidade, foi muito bom! Meu noivo, Renan, me ajudou muito, ele me incentivou a todo momento, eu falhei em esperar o edital abrir para começar estudar, esse é um erro que não vou mais cometer porque eu poderia ter ficado melhor classificada se tivesse estudado mais!

    Tenha fé em Deus! Ele tem feito milagres na minha vida. Esse é o segundo concurso que eu presto, primeiro foi o do Detran e eu passei e hoje estou nele e tudo isso não é porque sou uma gênia, mas sim porque sempre coloquei meus planos nas mãos de Deus e tive muita fé! Tenha fé que ele vai te ajudar! Mas tem que fazer sua parte, é claro! Faça o possível. Estude, se dedique, ore e confie que o impossível Deus fará!

    Ler depoimento completo
  • Luana Thaise Mendes Santana Agepen SP - 2017
    15492325 126842621139970 7499690274052081623 n

    Meu nome é Luana Thaise Mendes Santana, moro em Santos/SP e fui aprovada na primeira fase do concurso Agepen SP. Decidi estudar para concursospois sempre quis atuar na área de Segurança Pública.

    Estudo para o concurso da Polícia Civil que sempre foi meu foco. Sendo assim, desde meados de agosto de 2016, comecei a me preparar de acordo com os editais referentes aos cargos que tenho interesse na Polícia Civil e dessa forma comecei minha rotina. Estava desempregada até 1 mês e meio atrás, então tinha bastante tempo disponível. Atualmente, trabalho como assistente de marketing em um shopping e o tempo ficou mais curto, mas parar NUNCA! Readaptei TODA a minha rotina e continuo na labuta rumo à Acadepol!

    Quanto ao concurso da SAP SP (Agepen SP), ele foi um dentre outros que prestei para testar meus conhecimentos gerais e, graças a Deus, recebi a melhor notícia da vida sendo aprovada em meu primeiro concurso – que prestei despretensiosamente. Estou muito, mas muito feliz mesmo com esse resultado ainda que inesperado, mas ainda tenho chão a percorrer, pois agora aguardo a convocação para o teste físico. E vamos lá rumo à posse! Agora tenho que conciliar estudo com o trabalho. Estudo com qualquer espaço de tempo que tenho vago (inclusive no horário de almoço), cursinho preparatório 3x na semana e finais de semana em tempo integral.

    Abri mão de praticamente TUDO, até da rotina de treinos (sou atleta de Crossfit há uns 3 anos), pois sabia que se não o fizesse, seria mais complicado obter êxito. Graças a Deus, minha família e minha namorada são incentivadoras a todo e qualquer momento. Devo esse mérito a elas também!

    Namoro, mas já me vejo casada. Ela me acompanha e incentiva todos os dias!

    Minha família também foi maravilhosa durante essa caminhada! Tive “amigos” que acharam que esse lance de estudar para concurso público seria a maior furada, que eu perderia tempo e mimimi… Hoje eles pagam com a língua!

    Já prestei mais uns 2 concursos. Não fui tão bem, mas obviamente tudo é experiência. Estudo com o edital previsto da Polícia Civil do Estado de SP há um ano. O que me motiva é a vontade e a consciência em me tornar policial civil.

    Conheci o AlfaCon pela Internet e uma das minhas professoras do cursinho aqui em Santos é professora de Português do AlfaCon. Foi a matéria dela que me manteve dentro da nota de corte desse concurso. O AlfaCon me ajudou com suas vídeo-aulas excelentes. Muito obrigada!

    A técnica que eu utilizava para memorizar melhor os conteúdos era muuuuuita leitura e mnemônicos, alguns pegava na internet mesmo, outros eu mesma criei/crio e funciona! Minha maior dificuldade foi o cansaço mental e físico, sem dúvida. O que me fez superar? Determinação e o MEU SONHO! Quando a prova estava se aproximando relaxei um pouco mais. Falhas sempre temos mas a persistência e a prática com certeza levam à perfeição (ou ao mais próximo dela).

    Tirem a palavra DESISTIR do dicionário de vocês. Não só eu, como QUALQUER UM que acredite num sonho e planeje conquistá-lo, pode e VAI conseguir. Está em suas mãos!’

    Ler depoimento completo
  • Marina Del Monte Agepen SP - 2017
    Dsc 7140

    Meu nome é Marina Del Monte, tenho 32 anos, sou de São Paulo e fui aprovada na primeira fase do concurso Agepen SP.

    Decidi estudar para concurso porque sofri muita discriminação de gênero na iniciativa privada e após a maternidade isso só acentuou. Sendo assim priorizei o concurso público por ser mais meritocrático. Estudo há 6 meses, 2 a 4 horas por dia, no geral na madrugada. Priorizei resolução de exercícios para potencializar a minha preparação. Conciliava também trabalho, maternidade e estudo, sendo assim, além das aulas de final de semana estudava algumas horas na madrugada. Estudei com aulas presenciais, resumos próprios e provas anteriores.

    Acho que ninguém se mantém 100% motivado o tempo todo, principalmente quando você estuda, está cansado e não vê resultado, faz parte! Às vezes só nos resta aceitar e tentar entender o que está atrapalhando. No meu caso eu criava pequenas metas diárias e viáveis e sempre coloquei na cabeça que depois dessa prova haveriam outras. Namoro, tenho um bebê pequeno e sou apoiada em relação aos meus estudos.

    Os professores do AlfaCon têm um poder de síntese muito grande, o que facilita muito o direcionamento dos estudos para o que cai na prova. As revisões de véspera também ajudaram e ajudam muito.

    A maior dificuldade que enfrentei no tempo que estava estudando foi manter o foco e conciliar estudo, trabalho e família. O que fiz para superar? Vivi o que precisava ser vivido, principalmente com filho, sem culpa, e compensava depois, principalmente na madrugada (dá-lhe cafeína!). Sempre potencializo o estudo em véspera de prova, mas acho que treinar fazendo simulado e realizando outros concursos ajuda muito a dar segurança.

    O que foi efetivo: acreditar que “menos é mais”, isso significa restringir o estudo para o que cai na prova e conhecer a banca através da resolução de provas anteriores.

    A mensagem que deixo para vocês é para manter frequência e estudar com qualidade. Às vezes 30 minutos de estudo diário, feito com qualidade, pode valer mais que 6 horas de estudo em “modo automático”. Além disso, priorize o seu treino, treino e treino, aprenda com os erros!

    Ler depoimento completo
Carregando...