0

Alunos Aprovados

Estude com quem mais aprova!

  • 1/3 dos aprovados na Polícia Federal são Alfartanos!
  • 1º lugar nacional na Polícia Rodoviária Federal é Alfartano!
  • 1º colocado no DEPEN é Alfartano!
  • 662 aprovados no INSS são Alfartanos!
  • Mais de 400 aprovados no TJ PR são Alfartanos!

Faça parte dos mais de 55.000 alunos aprovados!

Evandro testimonials 360c0112f3d9b9e15dd953a6d90f0753e439172fcaad207e526f3c4c77465b21
  • Marcos Medeiros Polícia Civil do Mato Grosso do Sul
    Mqdefault
  • Gabriel Lopes Possamai Polícia Civil do Mato Grosso do Sul
    Mqdefault
  • Artur e Cristiano TJ SP 2017
    Mqdefault
  • Janilson Erick IBGE - 2017
    Mqdefault
  • Jean Marcus Kegler Polícia Militar do RS - 2018
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Jean Marcus Kegler, tenho 24 anos, sou de Agudo – RS e fui aprovado no concurso da Polícia Militar do RS. Sou formado em Gestão de Tecnologia da Informação.

    Comecei a estudar para concurso pela estabilidade de um cargo público na atual situação econômica do Brasil. Estudei por aproximadamente 5 meses, fiz um cronograma das matérias que constavam no edital passado e com isso me preparei para as piores situações possíveis em cada disciplina.

    Com o tempo fui vendo que em algumas tinha mais facilidade então me concentrei principalmente nas que possuía menor aptidão, para conseguir o melhor resultado possível. Trabalhava das 8h até às 17h e estudava principalmente à noite, mas também nos horários de intervalo e durante os fins de semana a dedicação era exclusiva aos estudos.

    Quanto ao material, montei a partir do edital passado as matérias básicas e quando saiu o edital para o meu concurso complementei o que faltava. Quase tudo a partir da internet e vídeo aulas no YouTube.

    Então, estive 100% motivado do começo ao fim, até por que o período de preparo foi relativamente curto e quando batia o cansaço sempre olhei os vídeos do Evandro no YouTube e não há nada mais motivador do que ouvir verdades. A frase "Vai estudar que sua vida está uma merda" está de papel de parede no celular e toda vez que olho lembro que com foco e determinação não existe objetivo inalcançável.

    Realmente tive que abrir mão da minha vida social, acabou terminando o meu namoro, me afastei de amigos, porém sempre soube que no fim valeria a pena. Atualmente moro junto com uma irmã, no início dos estudos tinha namorada, no começo as pessoas próximas não entendem direito, convidam para sair, criticam o comportamento antissocial, porém quem ficou comigo até o fim viu que eu estava querendo muito essa aprovação, e passou a me apoiar incondicionalmente.

    Eu já havia feito alguns concursos pequenos anteriormente, porém sem muito foco e acabava não ficando tão bem classificado. Comecei a estudar a bem antes do edital, pois meu sonho é entrar para polícia então quando surgiu a oportunidade, na verdade quando o concurso foi autorizado eu não pensei duas vezes e me comprometi fazer o meu melhor. E graças a Deus consegui a aprovação.

    Conheci o AlfaCon através de redes sociais e YouTube. Nossa, o AlfaCon contribuiu muito para essa conquista através das aulas dos mais diversos assuntos disponíveis no YouTube principalmente, mas também com as técnicas de estudo e vídeos motivacionais.

    Meus métodos de estudo eram resumos, revisões, mapas mentais e muitas, mas muitas questões. Em um primeiro momento as pessoas que se afastaram causaram uma sensação de dúvida se realmente compensava tudo isso, porém com o tempo superei e hoje estou muito feliz, pois valorizo ainda mais quem está ao meu lado. Superei todas as dificuldades com foco e a determinação que sempre tive no objetivo.

    Sem dúvidas o nervosismo faz parte da reta final, porém estava seguro do quanto havia me preparado e acabou sendo bem tranquilo para mim. Nas duas últimas semanas peguei férias e intensifiquei meus estudos, mas também ajudei vários amigos que deixaram para estudar na última hora. Então nós revisávamos o conteúdo relembrando e ainda passava a eles um pouco de conhecimento.

    A perfeição é inatingível, no meu caso eu poderia ter começado a estudar antes, porém por falta de experiência em concursos acabei esperando a autorização do mesmo. Poderia deixar diversas mensagens de motivação. Porém essa é a área do Evandro.

    Eu sempre digo a seguinte frase "COM FOCO E DETERMINAÇÃO NÃO EXISTE OBJETIVO INALCANÇÁVEL", portanto se o caminho está difícil continue, pois esse é o correto.

    Ler depoimento completo
  • Walter Teixeira Vieira Polícia Militar da Bahia - 2017
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Walter Teixeira Vieira, tenho 21 anos, sou de Guanambi/BA e fui aprovado no concurso da PM BA. Minha formação superior é incompleta (licenciatura em Química).

    Comecei a estudar para concurso público porque sempre quis seguir carreira policial e também para ter uma estabilidade financeira. Eu estudei 8 meses. A rotina era a seguinte: eu estudava duas disciplinas por dia. Pela manhã eu lia os textos de lei, à tarde eu via alguns vídeos das disciplinas que eu havia lido, sempre fazendo esquemas de memorização, e à noite eu resolvia exercícios dessas disciplinas.

    Apenas estudava para o concurso. Usava materiais em PDF e também aulas do AlfaCon disponíveis na internet. Não pensei em desistir pois, além de ter trancado várias disciplinas do meu curso superior para estudar para o concurso, eu pensava muito na necessidade de uma estabilidade financeira.

    Bom, de certa forma foi complicado porque, normalmente, sempre queremos estar perto de quem a gente gosta e das coisas que gostamos de fazer, porém, minhas dificuldades foram apenas no que tange à família, namorada e amigos pois quase não vou a festas. Foi difícil, mas valeu a pena!

    Eu namoro e, até o certo momento, moro com meus pais. Graças a Deus foi muito bom o apoio que recebi. Pais, namorada e alguns amigos sempre me apoiaram, isso foi muito bom. Distanciei-me parcialmente porque, em alguns fins de semana, estava com minha família e namorada. Eu até já havia prestado um concurso, mas não fui aprovado porque não tinha me preparado.

    Não, estudei antes do edital sair. Essa parte foi engraçada, porque eu ficava ansioso e ao mesmo tempo feliz. Ansioso porque queria saber a banca, os métodos de avaliação etc. E feliz porque sabia que tinha mais tempo para fechar todo o conteúdo programático.

    Conheci o AlfaCon através da internet. O AlfaCon me ajudou muito. Aulas e os PDFs disponíveis foram de grande utilidade, sem dizer nos vídeos motivacionais que o Evandro postava né! Como método de estudo, eu lia, assistia vídeo aulas, fazia resumos e esquemas e, principalmente, resolvia questões.

    O mais difícil foi acostumar-me com a rotina de estudo, mas lembrava todos os dias o quanto aquilo era importante para mim e para minha família. Sempre pedia a Deus forças, sabedoria e maturidade para saber me portar de maneira positiva mediante aquela dificuldade.

    Nos últimos dias eu focava apenas nos esquemas, resumos e questões. Uma coisa que me ajudou bastante foi que eu escrevia de duas a três redações por semana, aí quando chegou na véspera do concurso eu apenas ficava relendo e relendo. Foram vários temas, foram oito meses de estudo sempre escrevendo as redações, então nesse ponto eu fiquei bastante aliviado.

    Eu acredito que tudo foi muito importante, mas poderia ter melhorado se, desde o início, tu tivesses resolvido mais provas e questões.

    Animem-se, não desistam porque a vitória pode estar mais perto do que imaginam! Estudem, façam sua parte e, principalmente, entregue nas mãos de Deus, ele jamais colocaria um sonho em nossas vidas se não fosse possível se realizar.

    Ler depoimento completo
  • Thiago Matos da Costa Pessanha Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Foto copa

    Meu nome é Thiago Matos da Costa Pessanha, tenho 31 anos, sou do Rio de Janeiro – RJ e fui aprovado no cargo de Escrivão no concurso da PC SC. Sou formado em Direito e resolvi começar a estudar para concurso pela estabilidade e vontade de ser policial.

    Estudei firme uns dois anos. Estudava todos os dias, sempre duas matérias por dia e fazia muitos exercícios. Dediquei mais tempo em Português que eu era muito fraco e Arquivologia que foi a surpresa do edital então tive que começar do zero quando abriu o edital. Direito já tinha facilidade, pois estudava faz tempo e Raciocínio Lógico tive que revisar por que no último edital não tinha.

    Trabalhava como advogado, mas em caráter eventual e por conta própria, então tinha bastante tempo para estudar. O estudo sempre foi prioridade. Estudei com a apostila da PRF do AlfaCon, Pdfs do curso, fora isso a legislação e já possuía um material de arquivologia.

    Durante a maior parte da preparação estive bem motivado. Sempre tem certas fases que bate o desânimo, não é fácil abrir mão de tudo e manter o ritmo pesado de estudos, mas assistindo vídeos motivacionais conseguia recuperar o fôlego e voltar ao ritmo.

    Esse período foi bem difícil. Praticamente abandonei a minha vida social quando o edital abriu, só saí um final de semana nos últimos dois meses quando já estava saturado, mais ou menos faltando três semanas para a prova e consegui um gás extra para voltar firme aos estudos e estudei até a véspera da prova.

    Moro com a minha mãe e estou solteiro. Minha família sempre me apoiou e os amigos de modo geral também, só tive que negar muitos convites para baladas. Fiz vários concursos. Reprovei na PRF e Escrivão da PF. Em dezembro de 2016 fiz o concurso para Oficial da Policia Militar do Rio de janeiro (CFO) que exigiu nível superior em Direito e fui aprovado ficando em 28º de 45 vagas masculino. Inclusive na redação utilizei a técnica do “No Brasil contemporâneo…” realmente funciona, tirei nota máxima na redação do concurso.

    Comecei a estudar especificamente para este concurso quando vi que havia saído a autorização. Estudei pelo edital antigo e tive algumas surpresas com o acréscimo de matérias. Mas com o edital aberto só precisei estudar Arquivologia e Direitos Humanos do zero e alguns tópicos de Informática e Raciocínio Lógico.

    Conheci o AlfaCon através de uma garota do Paraná que conheci no carnaval de 2013 e me indicou o AlfaCon quando comentei que gostaria de fazer prova para a PF. O que fez a diferença foi seguir a orientação do Evandro, como ele diz realmente não tem segredo, se você quiser ser aprovado tem que estudar com vontade, cansado, abrindo mão de finais de semana, estudar duas matérias por dia, fazer exercícios até morrer e o mais importante: estudar todas as matérias.

    A motivação também foi fundamental, ver os vídeos de depoimentos dos aprovados e dos policiais federais, assistir aos eventos ao vivo e principalmente os vídeos motivacionais do CHE. Eu não utilizava técnicas específicas a não ser estudar duas matérias por dia e fazer exercícios todos os dias, assim parecia que o cérebro memorizava mais facilmente o conteúdo. A maior dificuldade foi o desgaste mental nos dias anteriores a prova por tanto estudar.

    Lembro de um momento crítico na minha preparação para a PC SC. Alguns dias antes da prova quando eu estava no limite e não aguentava ler mais nada, o CHE lançou um vídeo no Instagram falando para não desistir e deu uma motivação enorme para continuar estudando que nem um louco, parecia que o vídeo tinha sido feito para mim e no final o resultado veio.

    Bate aquela sensação de que você não está realmente pronto, que sempre falta ler mais alguma coisa sobre determinada matéria. Busquei forças na motivação e estudei até o último minuto da véspera da prova.

    Depois de reprovar em outros concursos vi que minha falha estava em privilegiar matérias que eu tinha facilidade. O que foi efetivo na minha preparação foi estudar muito as matérias que eu era mais fraco como Português, Raciocínio Lógico e Arquivologia e principalmente estudar com vontade todas as matérias do edital, sem exceção. Graças às outras reprovações pude melhorar e acredito que a minha preparação foi perfeita desta vez.

    Não desistam, com esforço e disciplina todos podem conseguir a aprovação. É só fazer a sua parte, não tem jeito, para a aprovação é sentar e estudar horas por dia, TODAS as matérias do edital e sempre fazer exercícios, mas se esforçando pode confiar que em algum concurso vai dar certo e a gente chega lá.

    Ler depoimento completo
  • Dyego Inácio Machado Souza Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Dyego Inácio Machado Souza, tenho 28 anos, sou de Palhoça – SC e fui aprovado em 10º lugar nas vagas reservadas para PCD da Polícia Civil de Santa Catarina. Sou formado em Publicidade e Propaganda. Decidi começar a estudar para concurso público para ter qualidade de vida e estabilidade profissional.

    Eu já havia estudado de maneira rasa para outros concursos anos atrás. Em 2017, decidi me dedicar nesse projeto. Adquiri o curso do AlfaCon para PRF e PF e comecei a estudar para as carreiras policiais. Devido à correria eu precisei criar um plano. Chegava mais cedo no trabalho e assistia aula. Meio dia, assistia aula, na volta para casa, no trânsito dentro do carro, voltava ouvindo as aulas.

    Em casa fazia alguns exercícios e dava uma olhada na apostila no tempo que sobrava. Em média eu estudava entre uma hora e meia a 2 horas e meia. Era o que tinha disponível. Durante os finais de semana fazia simulado, exercícios e estudava alguma matéria que ficou pendente ou faltou tempo durante a semana.

    Moro em uma cidade e trabalho em período integral em outra. São cerca de 35 Km entre minha casa e o trabalho. Eu perco cerca de uma hora para ir para o trabalho e em média duas horas para voltar. Eu precisava conciliar: Trabalho, estudos, pós-graduação, ajudar nos afazeres da casa, dar atenção para minha esposa e família, ter o meu tempo de oração e estudo da Bíblia e ainda praticar exercícios para estar minimamente preparado quando chegasse a hora do TAF.

    Estudei com aulas online, apostila AlfaCon para Polícia Federal, o Passe Já 5000 questões, questões on-line e simulados. Não estive motivado todo o período. Muitas vezes minhas emoções oscilavam e minha confiança nunca foi tão forte. Nunca achava que iria conseguir passar. Achava sempre que era coisa para os outros, mas para mim não. Mas com a ajuda de Deus e dos vídeos do AlfaCon motivando, os depoimentos de aprovados, eu voltava a me motivar. Quando estava triste, abria o YouTube e digitava: “AlfaCon motivação”.

    Abdiquei de algumas coisas. O tempo com a minha família e amigos foi muito reduzido. Eu precisava focar. Fazer algo que eu nunca tinha feito para alcançar algo que eu nunca havia alcançado. Sou casado e minha esposa foi realmente muito importante para os meus estudos. Sempre me motivou, incentivou a estudar (mesmo quando era necessário abrir mão de um tempo juntos). E quando o desânimo batia, ela acreditava em mim e me incentivava. Da mesma forma a minha mãe, que me ajudou a comprar o curso do AlfaCon. Ela, já servidora pública, sempre me incentivou nesse caminho. Então me apoiou muito!

    Alguns amigos se afastaram, mas é tudo coisa passageira. Mas após saber que um amigo também se inscreveu para o concurso da PC SC, começamos a nos motivar e estudar juntos. Fiz outros 2 concursos desde que me dediquei a este projeto de focar nos estudos. É muito bom fazer concursos por experiência. Pois você entende como funciona o seu corpo e mente no momento da prova, entende como é uma questão de concurso, o tempo e tudo o que aquele momento tem para nos oferecer. Foi fundamental. A medida que eu ia fazendo as provas, minhas notas iam aumentando.

    Como o Evandro diz: Tudo é preciso planejamento. Com os estudos é assim. Eu sabia que das vezes que eu estudei anteriormente, todas foram com edital aberto e eu não havia passado em nenhum concurso. Então eu precisava fazer algo diferente. Me preparei antes do edital e isso me motivou bastante, pois eu sabia que estava fazendo algo que muitas pessoas não estavam. Os vídeos do AlfaCon me motivaram muito. Eu nem estava focado para a PC SC, mas ele apareceu no meio do caminho. Eu sempre admirei o trabalho da Polícia Civil de Santa Catarina e por diversas vezes já me imaginei usando o uniforme preto. Para mim foi um grande presente.

    Conheci o AlfaCon através da internet. Mais precisamente, com os vídeos no YouTube. A forma como a matéria é passada aos alunos, as motivações, o material focado e completo em todos os aspectos. Eu nunca fui da área do direito. Acredito que tenho dificuldade de entender muita coisa (até hoje). Mas a forma como todos os professores ensinam, me prende a atenção e me faz entender muito mais fácil. Já tentei estudar direito através de vídeos de outros cursinhos e confesso que até dormi na aula.

    A forma de tratar o sonho de passar no concurso é única: O AlfaCon me motiva a acreditar nos meus sonhos, desde que eu esteja com os pés no chão e sabendo que tenho muito caminho pela frente. Mas tendo a certeza que ao longo do caminho, vocês estarão comigo!

    Desde pequeno eu nunca li o que eu escrevia nos cadernos. Sempre aprendi muito mais ao prestar atenção no que era ensinado. Então essa foi a minha forma de aprender, prestar muita atenção nas aulas e fazer muitos exercícios e simulados. Que me faziam compreender como é pedido o conteúdo nas questões. Com certeza minha maior dificuldade foi conciliar os estudos em uma rotina alucinante.

    Tentei encaixar os estudos em todos os horários vagos, e em curtos espaços de tempo como em uma espera para uma consulta, fazia exercícios pelo celular. Eu sempre tive uma dificuldade maior para lidar com a ansiedade. Fico muito preocupado se vai dar certo ou não. Minha esposa foi fundamental nesse momento pois sempre me lembrou que é apenas mais uma prova. Se não der nessa, vai dar na outra e assim vai até passar!

    Quanto mais eu estudava e revisava, mais fazia exercícios na véspera da prova e percebia que estava cada vez acertando mais. Isso me motivou bastante. Nos últimos 15 dias antes da prova, eu estudava cerca de 4 a 5 horas por dia e finais de semana mais de 10 horas. Um bom plano de estudos foi fundamental para organizar a minha preparação. Disciplina é essencial (principalmente para estudantes do on-line) e motivação é necessária para lembrar o motivo pelo qual está se passando por aquele momento de luta.

    Não acredito ter falhado nos estudos. Talvez estudado mais nos finais de semana. Mas de certa forma, acredito que acertei bastante. Prova disso foi a aprovação.

    Não deixem que o desânimo, a falta de esperança e baixa autoestima deixem que você desacredite no seu sonho. Você é um ser precioso e único. Eu, talvez como você, nunca acreditei que um dia isso seria possível acontecer comigo. Mas saiba que os planos de Deus para as nossas vidas, são muito maiores do que os nossos próprios planos. Então, acredite, estude bastante. Não existe fórmula infalível. Busque encontrar a sua forma de estudo e compreensão da matéria. Faça muito exercício e simulado. Acredito que essa é a chave.

    Não dê desculpas! Elas virão na sua mente para impedir de alcançar o seu objetivo. Não fique preocupado com as horas de estudos diárias. Faça no seu ritmo. Foque na qualidade e atenção enquanto estiver estudando. Faça um exercício físico. Durma bem. Se alimente bem e nunca, NUNCA DESISTA!

    Ler depoimento completo
  • Ricardo Correa Jung Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Ricardo Correa Jung, tenho 34 anos, sou de Jaraguá do Sul – SC e fui aprovado nos cargos de Escrivão e Agente da PC SC. Sou formado em Finanças e Contábil. Decidi começar a estudar para concurso público para mudar de vida.

    Estudo a 3 anos, sendo duas matérias por dia e exercícios. Me dediquei mais a matéria de Arquivologia, pois o conteúdo era extenso e muitas questões que seriam cobradas na prova. Valeu a pena, deu resultado.

    Fora o tempo extra em arquivologia, o tempo era divido entre básicas e específicas. Eu apenas estudava. Estudei com o material do AlfaCon. O material do AlfaCon foi completo e suficiente, exceto informática, matéria que fugiu um pouco dos padrões de concurso.

    Não estive motivado o tempo inteiro. Na rotina diária há muitas dúvidas sobre qual cargo focar. Muitas notícias sobre autorização de concursos e expectativas de publicação de edital acabam atrapalhando a organização dos estudos, já que cada cargo exige um conteúdo diferente, e também, com o passar dos anos sem previsão de concurso, nos desmotivando, entretanto, desistir nunca fez parte dose meus planos.

    Já era certa minha mudança para Santa Catarina até o final de 2017, com o surgimento do concurso da PC SC, a motivação em estudar só aumentou, pois havia a possibilidade de ocupar o cargo dentro do estado em que eu estaria residindo.

    Fiz outros cinco concursos até a aprovação. Alguns deles para treino, como o do INSS. Fiquei bem classificado no TRT/PR em 2015, o que, na época, serviu para entender que com uma rotina de estudos organizada, é possível chegar lá.

    Fui informado sobre o presencial do AlfaCon em Cascavel por um amigo que estudou pelo online. O AlfaCon me ajudou muito, foi apoio total: como estudar, planos e rotinas de estudo, aulas, exercícios, simulados etc.

    Meus métodos de estudo foram apenas o que aprendi com os professores - 3 cores de caneta, resumos, esquemas, grifar texto e repetição da leitura do conteúdo.

    Fiz simulados e alguns concursos, com o tempo a ansiedade e o nervosismo vão sendo amenizados, mas superá-los realmente é difícil. Perto da prova tentei apenas manter a calma e ter fé de que tudo iria correr bem - o que tinha para ser feito, já havia sido feito. Potencializei os estudos na reta final, inclusive levei resumos para ler no local de prova antes do início dela.

    Falham sempre existem, não dá para prever exatamente o que será cobrado na prova, porém uma coisa é certa: português, informática, rlm e matemática nunca é demais estudar.

    O estudo é o único bem que ninguém pode tomar da gente e com ele podemos chegar aonde quisermos. Aproveite esse momento. Persista, organize-se, tenha determinação e muita fé. Quando nos dedicamos e queremos muito alcançar objetivos, Deus provê o caminho e o tempo certo. Continue firme que logo virá sua aprovação, força!

    Ler depoimento completo
  • Matheus Santos Soares Polícia Militar do Maranhão - 2018
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Matheus Santos Soares, sou de Carolina – MA e fui aprovado no concurso da PM MA. Atualmente estou cursando nível superior e resolvi começar a estudar para concurso público pelo desejo de mudar minha vida e ajudar minha família.

    Eu estudo para concurso a 2 anos, para PM TO, mas para concurso da PM MA eu estudei um mês antes de sair o edital. Eu estudava cerca de 12 horas por dia, dividia as matérias entre 4 a 3 conteúdos por dia, com vídeo aula. Apenas estudava para concurso, estudava com os mais diversos materiais, da internet, livros etc.

    Sempre tem uns dias que bate um desejo de parar, mas o sonho é maior, a vontade de conseguir é maior. Eu perdi muitos fins de semanas, aniversários, casamentos, passeios, muitas coisas eu deixei de fazer para alcançar meu sonho. Era dolorido, mas eu sabia que isto tudo um dia passaria.

    Eu sou solteiro, moro com meus pais, todos me apoiaram, sempre tiveram ao meu lado. Antes da PM MA eu nunca tinha feito uma prova de concurso, só realizava provas anteriores como teste. Comecei a estudar um mês antes de sair o edital, mas sempre com foco no que eu queria, era meu sonho nada me pararia.

    Eu conheci o AlfaCon através de vídeos no YouTube, Evandro Guedes e todos os professores, eu estava à procura de aulas para preparação para o concurso da PM TO, isto a 1 ano e meio atrás e gostei. O AlfaCon me ajudou tanto com motivação, quanto com aulas. Como método de estudo eu utilizei a técnica de resumo repetido, um resumo por dia, e sempre escrevendo tudo que eu lia.

    O mais difícil era o cansaço e a vontade de parar, mas meu desejo de mudar vida me fez superar tudo.

    Quando faltava 3 dias para a prova e não peguei mais em livro, tentei relaxar e esperar o tão sonhado dia. Eu acredito que não houve falha, deu certo o que eu esperava.

    Não desista, por mais duro que seja a jornada, por mais difícil que pareça ser, se a pessoa tem um sonho, nada nem ninguém pode parar esta pessoa.

    Ler depoimento completo
  • Fernanda Cavalcanti Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Img 4982

    Meu nome é Fernanda, tenho 24 anos, sou de Curitiba.

    Fui aprovada na prova de Escrivão e Agente da Polícia Civil de Santa Catarina. Sendo que na de Escrivão fiquei em 6º lugar. É muito bom saber que estou no caminho certo e que todas as horas que estudo todos os dias está dando resultado.

    Posso dizer que comecei a estudar em janeiro de 2017, era para uma prova específica que seria em março. Na época tinha uma apostila e o material gratuito do Alfacon no Youtube e no site. Rodei penal quase inteiro só com aula de graça e errei apenas uma questão no concurso que fiz em março. Claro que não passei, estudar com edital aberto é para ganhar experiência e escolher entre se preparar para o próximo ou ficar batendo no erro de querer se preparar em cima da hora. Depois que essa prova passou parei totalmente de estudar, tinha que terminar meu TCC e finalizar os estágios da faculdade para me formar.

    Depois da formatura tive que decidir o que realmente queria para minha vida. Em agosto de 2017 comprei o Sou+ e não parei desde então. Não houve dúvidas de qual cursinho preparatório escolher. O investimento vale a pena. Mas é aquela coisa, não importa se você tem o melhor cursinho do Brasil, se não colocar a bunda na cadeira e estudar, não passa. Simples. Acreditar no seu curso é essencial também, eu participo de alguns grupos de concurso, muita opinião e muito material rolam… mas eu nem olho para eles, tenho os melhores professores e material, não perco meu tempo tentando comparar.

    Foi muita sorte eu ter encontrado aquela apostila do Alfa na livraria, tudo que fiz até agora foi seguir os passos que são falados. Aula todos os dias (lembrando que sábado e domingo também é dia), fazer caderno durante a aula, passar a limpo o caderno (dando enfoque nas coisas importantes e adicionando alguns detalhes), estudo dirigido, exercícios e simulado.

    Meu foco são os cargos das Carreiras Policiais, para o concurso da PCSC não fiz nada muito diferente do meu plano de estudos. Como não tinha assistido as aulas de todas as matérias do curso foquei naquelas que cairiam e que não tinha vista, como Arquivologia, Direitos Humanos, Leis Especiais do edital. A Legislação Específica de SC assisti às aulas uma semana antes e depois revisei alguns pontos na Super Revisão de Véspera que ficou disponível no Youtube.

    Não tem segredo, não tem fórmula mágica. Alguns podem ter uma facilidade maior para alguns assuntos, mas o esforço e a repetição valem muito mais.

    Ler depoimento completo
  • Leandro Pires de Araujo Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Gravatar 05682df21c0a7aeb3c40dfe27317390c7310900783d337d336f54e3b7f125ed2

    Meu nome é Leandro Pires de Araujo, tenho 20 anos, sou do Rio de Janeiro – RJ e fui aprovado e 26º lugar no cargo de Agente da PC SC. Curso Direito na UFRJ e comecei a estudar para concurso público por causa do meu sonho em seguir carreiras policiais. Estudo com regularidade há cerca de 1 ano, mais especificamente para essa prova desde a abertura do edital. Minha rotina de estudos era diária tanto de estudo dirigido quanto à complementação das videoaulas referentes às matérias que ainda não tinham sido vistas no curso do Sou+ Regular e que seriam cobradas no edital.

    Minha maior dedicação e dificuldade também foi na disciplina de informática, que sempre tive maiores problemas para absorver a informação e conseguir reproduzir nos exercícios. Em relação à divisão entre básicas e específicas, dedicava igualmente, mas eu já possuía uma base considerável em português e RLM. Estudo, trabalho (maior parte do tempo de casa) e curso direito na UFRJ.

    Confesso que minha faculdade está totalmente em segundo plano desde que comecei a estudar com o AlfaCon, pois me sinto muito mais motivado a aprender cada vez mais com as aulas online e o material didático do que com livros de doutrina intermináveis e prolixos. Já ouvi diversas vezes questionamentos de como consigo manter um alto rendimento na faculdade, embora não vá às aulas com frequência e não me dedique como os bons alunos de uma maneira geral, mas a resposta é simples: as aulas do Alfa são realmente muito completas e aptas a te ensinar de uma forma objetiva, rápida e eficiente, o que, infelizmente, no mundo acadêmico, está muito longe de ser realidade.

    Estudei com o Sou+ Carreiras Policiais. Com toda certeza o material perfeito para toda a preparação. O meu objetivo principal nessa prova foi adquirir experiência de concurso para carreiras policiais, além de ter a oportunidade de vivenciar as demais fases do concurso. Nesse sentido, não tive muito problema com motivação, mas confesso que o resultado foi uma surpresa e foi bastante importante para que eu ganhasse mais confiança para as provas seguintes.

    Não há dúvidas que a dedicação para concurso exija abrir mão de algumas várias coisas de sua vida particular. Foram vários finais de semana em casa, madrugadas com cadernos, resumos, mapas mentais na mão. Acredito que não tenha outra solução para o sucesso. Minha mãe sempre me deu muita força para eu estudar, embora não esteja muito confortável com o fato de eu ter escolhido as carreiras policiais como objetivo de vida. Em relação à minha namorada, foi tranquilo também. Sempre esteve disposta a abrir mão de saídas e momentos de lazer juntos para que eu pudesse me preparar.

    Felizmente, esse não deve ter sido a maior dificuldade da minha preparação. As poucas pessoas que escolho ter ao meu redor acabam me apoiando por me entenderem. Fiz a prova de técnico judiciário para o TRF 2 região, na qual obtive aprovação, mas como foi apenas para cadastro de reserva, ainda não fui chamado.

    Conheci o AlfaCon através de vídeos no YouTube. Sou aluno exclusivo do AlfaCon e dedico todo o conhecimento adquirido a essa sensacional equipe de professores e a todo o material exemplar disponibilizado. Basicamente, meu método de estudo era o ciclo de videoaula, resumo no caderno e exercícios. Em seguida, eram revisões infinitas do material anotado em cadernos e complementados com as informações de questões comentadas.

    Minha memória é bastante fotográfica, então a disposição em três cores a partir de esquemas, mapas mentais, sempre foi bastante útil a mim. Além disso, tenho o hábito de estudar falando alto, como se estivesse dando uma espécie de aula. Acredito que isso facilite que eu saiba se estou ou não fluente na matéria e no conteúdo específico.

    O mais difícil foi permanecer estudando nos dias em que estava mais cansado e desestimulado a continuar. Mas com disciplina superei todas as dificuldades, com toda certeza. Acredito que essa seja uma das minhas melhores qualidades. Eu dou um jeito de estudar e cumprir minhas metas diárias, independente do que aconteça ao longo do dia. Confesso que não tenho muito horários pré-determinados, mas, no final das contas, acabo cumprindo tudo.

    Quanto mais perto da prova, mais eu estudo, sobretudo minhas anotações. Acho que relaxar perto do concurso me faz ficar cada vez mais nervoso e inseguro achando que falta aprender ou lembrar de alguma coisa. Prefiro ter a consciência limpa que estudei até o fiscal da prova mandar guardar tudo no dia da prova!

    Sempre há falhas. Acredito que só consiga as perceber nos próximos concursos. Porém, acho que de uma maneira geral, meu resultado foi satisfatório dado o tempo de estudo, dedicação e experiência pequena em outros concursos.

    Não desista dos seus sonhos. Simplesmente faça o que você estipulou que deve ser feito, independente da sua ansiedade, insegurança e questionamentos se tudo isso vale realmente a pena. Acredito que a disciplina, aliada à motivação, seja a alma da preparação. Não questione muito, simplesmente faça e confie no trabalho do AlfaCon, como eu confiei, que, no final, de um jeito ou de outro, a gente chega lá. Vá e vença!

    Ler depoimento completo
  • Felipe Zanotto Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Felipe Zanotto, tenho 24 anos, sou de Caçador – SC e fui aprovado em 3º lugar no cargo de Escrivão e em 6º no cargo de Agente da PC SC. Sou formado em Engenharia Mecânica e decidi começar a estudar para concurso por maiores remunerações, estabilidade e também porque gosto das carreiras policiais.

    Para esse concurso, estudei por 2 meses, desde que foi aberto o edital, mas já vinha estudando desde maio de 2017 para outros concursos. Eu estudava cerca de 8 horas por dia na biblioteca aqui perto de casa, focando principalmente em resolver questões. Foquei mais nas matérias que tinha mais dificuldade: arquivologia e informática.

    Eu não trabalhava, apenas estudava. Utilizei as próprias leis que eu acabei imprimindo e também a apostila do AlfaCon para Escrivão da Polícia Federal. O material da AlfaCon ajudou bastante. Fiquei motivado o tempo inteiro. O que mais motivou foi por eu estar desempregado agora e precisar do emprego.

    Não tive que abdicar de nada, estudava até umas 8 da noite, aí depois disso tinha o tempo livre para fazer o que quiser. Sou solteiro e estou morando com os pais, sempre tive o apoio deles para continuar estudando. Não precisei me distanciar de ninguém.

    Fiz outros concursos como IGP/RS, TJ/RS, DPE/RS, CBM/SC e IGP/SC no ano passado, cada um desses concursos acabou me ajudando, pois, algumas matérias como Direito administrativo, constitucional e português acabam caindo em todos os concursos. Comecei a estudar com o edital aberto, estava estudando para a ABIN, aí quando abriu o edital para a PC SC, comecei a estudar para esse concurso.

    Comprei a apostila da PC PR quando comecei a estudar para concursos. Foi muito importante, pois, quando comecei a estudar estava muito perdido, não sabia nem direito como deveria estudar, e o AlfaCon me direcionou ao caminho certo, sempre ensinando o que realmente cai nas provas.

    Meu principal método de estudo era a resolução de questões, resolvia pelo menos umas 100 por dia. A maior dificuldade foi conseguir estudar todo o conteúdo, pois o edital era muito grande e havia muitas matérias diferentes. Mas tentei estudar pelo menos umas 6 matérias diferentes por dia, para não ficar muito tempo sem ver alguma por muito tempo.

    Nos últimos dias acabei estudando menos do que o normal, tentei relaxar. Não acredito que tenha sido uma falha, mas eu poderia ter focado mais em informática, pois foi a matéria na qual eu errei mais, mas também ninguém esperava que a prova de informática seria tão difícil quanto acabou sendo.

    Minha dica é nunca desistir, continuar sempre estudando, pois mesmo que demore, uma hora a aprovação chega.

    Ler depoimento completo
  • Gabriel Lopes Possamai Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Gabriel Lopes Possamai, sou de Toledo – PR e fui aprovado em 8º lugar no cargo de Escrivão da PC SC. Sou formado em Serviços Jurídicos Notariais. Decidi começar a estudar para concurso público por causa da Polícia federal.

    Estudo há 3 anos, integral, estudei algumas disciplinas, conforme achava importante.

    No momento só estudo para concurso, mas já trabalhei enquanto estudava. Estudei apenas com o material do AlfaCon, salvo exceções bem específica, havia todo o conteúdo no material.

    Sempre há altos e baixos na motivação, mas nesse período de abertura de edital a motivação aumenta.

    As abdicações são imensas, não tem como descrever. Namoro, mas nos apoiamos muito.

    Fiz vários concursos, sempre que possível tento fazer outros para experiência. Comecei a estudar antes do edital abrir, sempre com muita determinação.

    Conheci o AlfaCon pela internet.

    O AlfaCon foi essencial na minha aprovação, sempre me ajudaram muito, sem palavras, muita gratidão. Não tenho um método específico de estudo, procuro fazer o simples, como todo mundo.

    A maior dificuldade foi a financeira. Mas com trabalho e ajuda da família consegui superar todas as dificuldades.

    Quando o concurso se aproximou mantive a calma, resiliência. A experiência manda muito nessas horas.

    Sempre há falhas, principalmente em alguns assuntos específicos que acabam sendo negligenciados. Mas

    com muita determinação você consegue!

    Ler depoimento completo
  • Marley De Carvalho Sabino Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Unnamed

    Meu nome é Marley De Carvalho Sabino, tenho 27 anos, sou de Angra dos Reis – RJ e fui aprovado nos cargos de Escrivão e Agente da PC SC. Sou formando em Economia e resolvi começar a estudar para concurso público por causa da estabilidade que o setor privado não proporciona.

    Estudo a 2 anos e meio para a PRF que é o objetivo final. O concurso da PC SC foi uma grande oportunidade de avaliar o conhecimento na área das carreiras policiais. Para esse concurso, estudei as matérias específicas próximo da prova. Já as matérias comuns a PRF não parei de estudar nenhum momento.

    Sou servidor público e por isso concílio o trabalho com os estudos. Tem que ter muita força de vontade para poder conseguir fazer isso todos os dias. Os vídeos do AlfaCon sempre motivam a continuar focado. Minha preparação foi 100% AlfaCon.

    Nunca pensei em desistir, pois sei que estudando dá certo. Sempre estou estudando e deixo de fazer muitas coisas em família. Muitas pessoas não entendem o sacrifício e acham que você poderia fazer mais coisas e estudar menos.

    Moro com meus pais. Eles sempre me apoiaram. Conheci o AlfaCon pela Internet. O AlfaCon me ajudou com tudo. O único método de estudo que eu utilizava era a concentração e força de vontade.

    A maior dificuldade foi as brigas no relacionamento, a pessoa achar que me distanciei. Estudei e superei todos os desafios. Perto da prova acreditei em mim mesmo. Acredito que ter abandonado as redes sociais tenha sido efetivo para a aprovação.

    Nunca desistam, apesar do caminho ser desgastante, a vitória é certa. Precisamos confiar em nossas capacidades que isso é um passo importante demais.

    Ler depoimento completo
  • Daniel de Sousa Freitas da Silva Telles Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Img 1068

    Meu nome é Daniel de Sousa Freitas da Silva Telles, tenho 25 anos, sou do Rio de Janeiro e fui aprovado na PC SC. Sou formado em Tecnólogo em Gestão Financeira, comecei a estudar para concurso público porque tenho o sonho de ser Policial Federal, além disso, trabalho no setor privado e sei como é ruim não ter estabilidade no emprego.

    Venho estudando há um ano e meio aproximadamente de segunda a segunda. Como eu trabalho consigo fazer por dia uma média de 4h líquidas, sendo 1h e 30m no meu horário de almoço e o restante na parte da noite.

    Minha preparação é focada na PF e PRF. Iniciei pelas básicas, pois representam na maioria dos concursos mais da metade da prova e fui avançando para as especificas gradualmente. O tempo é o maior aliado de quem vem se preparando de forma profissionalizada pois ele permite que você atinja maturidade nas matérias de forma que elas começam a se interligar em alguns pontos, tornando o estudo mais fluido.

    Estudava no horário de almoço cerca de 1h e 30m. Quando chegava em casa brincava um pouco com a minha filha e depois tirava um cochilo de uns 40 minutos. Começava a estudar por volta de umas 22:30 e ia parar lá pelas 01:30, 2h para conseguir atingir as 4h diárias. No dia seguinte acordava as 6:30 e começava tudo novamente.

    Minha base é o material do Sou + Carreiras Policiais. A única parte diferente que estudei pela legislação foi a parte do estatuto da Polícia Civil de SC. Esse período de estudos é uma grande montanha russa. Tem momentos que você está motivado e outros que está totalmente pra baixo e inseguro. Desistir eu nunca pensei, pois, minha vida estava bem ruim e eu não podia me dar esse luxo. A equipe do AlfaCon me motivou muito.

    Mesmo estudando no online, eu considero o Evandro um herói. Inúmeras vezes eu estava meio para baixo aí do nada ele entrava online sem avisar nada num ao vivo e 30 minutinhos ouvindo as palavras dele já me levantavam, e principalmente não só as palavras mas vendo o exemplo dele de que acordar cedo, batalhar, ir dormir tarde, funciona, isso me motivava muito.

    Tenho uma filha de 2 anos e meio e muitas vezes tive que abdicar de passar meu tempo com ela para poder estudar. Graças a deus minha esposa é compreensiva e uma grande parceira e nesse período foi mãe e pai ao mesmo tempo para nossa filha. Devo muito a minha esposa que também foi minha grande motivadora. Acho que ela acreditava mais em mim do que eu mesmo.

    Minha esposa como já mencionado foi minha grande parceira. Minha mãe para ser sincero não me apoiou como eu gostaria, mas entendo a preocupação dela, pois mãe é mãe. Fiz outros concursos públicos, como a prova da Policia Militar do RJ para Oficiais e fiquei “aprovado", mas não tive a redação corrigida por poucos pontos, de qualquer forma essa prova exigia superior em direito e eu não poderia tomar posse, por isso não me dediquei as matérias especificas como processo penal militar, etc. o que me deixou fora nesse concurso.

    Então, meu foco é PF e PRF. Eu sabia que precisava estudar bem antes do edital se eu quisesse ter reais chances de aprovação. Especificamente para o concurso da PC SC duas coisas aconteceram que me ajudaram bastante.

    1) O Evandro lançou o tão polêmico E SE FOSSE VERDADE - EDITAL SIMULADO, eu acabei comprando a ideia e me dediquei a arquivologia que não vinha estudando e foi fundamental para mim nessa aprovação para escrivão pois acabei acertando 16 das 20 possíveis de uma prova bem pesada na matéria, além de ser critério de desempate.

    2) Quando o edital saiu eu vi que o cronograma estava bem corrido e que quem não tivesse já com boa parte da matéria vista não conseguiria ver tudo pois o edital saiu em outubro e a prova era em dezembro ou seja mais ou menos 2 meses pra ver tudo.

    Acredito que esses fatores tenham me dado certa vantagem sobre os demais, possibilitando que eu passasse nos dois concursos dentro das vagas.

    Conheci o AlfaCon pela Internet, no YouTube, em um Como Estudar para Concursos. O AlfaCon foi fundamental na minha aprovação, me proporcionando material de qualidade, aulas de qualidade e motivação pesada. Pacote completo!

    Como já vi quase toda a matéria da PF e PRF, tirando economia e física, que estou aguardando para ver como vão sair no edital eu faço simulados aos domingos, e revisões de uma matéria por dia e vou rodando as mesmas durante 15 dias. Nos outros 15 dias faço exercícios das matérias e vou adicionando as novidades desses exercícios no meu material.

    Faço também concomitantemente umas folhinhas com itens que eu revi, mas não estavam tão bem fixados ou que eu não tinha visto e apareceram em exercícios que eu revejo todo dia durante uma semana. Após essa semana eu começo uma nova folha igual a essa pois eu acredito que a repetição sucessiva que te leva ao sucesso.

    O mais difícil foi me manter motivado e lutar contra o cansaço diário, mas pensava no resultado que eu queria alcançar e traçava pequenas metas para ter a sensação de progresso. Eu estava tranquilo pois sabia que tinha batido todo o edital. Só fiquei mais nervoso mesmo quando viajei para Santa Catarina e vi o avião lotado de concurseiros estudando desesperados e vi que era para valer mesmo. Fiz toda minha programação para finalizar a matéria e as revisões 1 dia antes de viajar e aí não estudei mais até a prova.

    Falhas sempre acontecem, você precisa superar as falhas. Tem dias que você não vai conseguir estudar, pois seu trabalho estava muito pesado ou sua filha estava doente, mas você precisa no dia seguinte ter em mente que é um novo dia e seguir o plano. Minha maior falha foi na minha relação com a balança pois ganhei uns 8 kg na minha preparação e estou precisando me esforçar bem mais agora para perde-los para o físico.

    Continuem na luta. Você não passa no concurso no dia da prova, você passa no concurso a cada dia que você se dedicou ao máximo, que seguiu seu planejamento, que foi dormir tarde e acordou cedo e que dormiu nos livros, o dia da prova é só uma consequência de todo o seu trabalho.

    Não desistam. Acreditem em vocês. É possível!

    Ler depoimento completo
Carregando...