0

Logo alfacon 1e2926b0dc1c5b43342561d71a0f85e83ef3776d6378a85a56a2c1e4d39dc64d Alunos Aprovados

Estude com quem mais aprova!

  • 1/3 dos aprovados na Polícia Federal são Alfartanos!
  • 1º lugar nacional na Polícia Rodoviária Federal é Alfartano!
  • 1º colocado no DEPEN é Alfartano!
  • 662 aprovados no INSS são Alfartanos!
  • Mais de 400 aprovados no TJ PR são Alfartanos!

Faça parte dos mais de 55.000 alunos aprovados!

Evandro 01 bb9c1691ba19a76f0d5aad5139206d3c7501ea2fe67c818d203694b9ae35bb17
  • Marcos Medeiros Polícia Civil do Mato Grosso do Sul
    Mqdefault
  • Gabriel Lopes Possamai Polícia Civil do Mato Grosso do Sul
    Mqdefault
  • Artur e Cristiano TJ SP 2017
    Mqdefault
  • Janilson Erick IBGE - 2017
    Mqdefault
  • Fernanda Cavalcanti Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Img 4982

    Meu nome é Fernanda, tenho 24 anos, sou de Curitiba.

    Fui aprovada na prova de Escrivão e Agente da Polícia Civil de Santa Catarina. Sendo que na de Escrivão fiquei em 6º lugar. É muito bom saber que estou no caminho certo e que todas as horas que estudo todos os dias está dando resultado.

    Posso dizer que comecei a estudar em janeiro de 2017, era para uma prova específica que seria em março. Na época tinha uma apostila e o material gratuito do Alfacon no Youtube e no site. Rodei penal quase inteiro só com aula de graça e errei apenas uma questão no concurso que fiz em março. Claro que não passei, estudar com edital aberto é para ganhar experiência e escolher entre se preparar para o próximo ou ficar batendo no erro de querer se preparar em cima da hora. Depois que essa prova passou parei totalmente de estudar, tinha que terminar meu TCC e finalizar os estágios da faculdade para me formar.

    Depois da formatura tive que decidir o que realmente queria para minha vida. Em agosto de 2017 comprei o Sou+ e não parei desde então. Não houve dúvidas de qual cursinho preparatório escolher. O investimento vale a pena. Mas é aquela coisa, não importa se você tem o melhor cursinho do Brasil, se não colocar a bunda na cadeira e estudar, não passa. Simples. Acreditar no seu curso é essencial também, eu participo de alguns grupos de concurso, muita opinião e muito material rolam… mas eu nem olho para eles, tenho os melhores professores e material, não perco meu tempo tentando comparar.

    Foi muita sorte eu ter encontrado aquela apostila do Alfa na livraria, tudo que fiz até agora foi seguir os passos que são falados. Aula todos os dias (lembrando que sábado e domingo também é dia), fazer caderno durante a aula, passar a limpo o caderno (dando enfoque nas coisas importantes e adicionando alguns detalhes), estudo dirigido, exercícios e simulado.

    Meu foco são os cargos das Carreiras Policiais, para o concurso da PCSC não fiz nada muito diferente do meu plano de estudos. Como não tinha assistido as aulas de todas as matérias do curso foquei naquelas que cairiam e que não tinha vista, como Arquivologia, Direitos Humanos, Leis Especiais do edital. A Legislação Específica de SC assisti às aulas uma semana antes e depois revisei alguns pontos na Super Revisão de Véspera que ficou disponível no Youtube.

    Não tem segredo, não tem fórmula mágica. Alguns podem ter uma facilidade maior para alguns assuntos, mas o esforço e a repetição valem muito mais.

    Ler depoimento completo
  • Leandro Pires de Araujo Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Gravatar 05682df21c0a7aeb3c40dfe27317390c7310900783d337d336f54e3b7f125ed2

    Meu nome é Leandro Pires de Araujo, tenho 20 anos, sou do Rio de Janeiro – RJ e fui aprovado e 26º lugar no cargo de Agente da PC SC. Curso Direito na UFRJ e comecei a estudar para concurso público por causa do meu sonho em seguir carreiras policiais. Estudo com regularidade há cerca de 1 ano, mais especificamente para essa prova desde a abertura do edital. Minha rotina de estudos era diária tanto de estudo dirigido quanto à complementação das videoaulas referentes às matérias que ainda não tinham sido vistas no curso do Sou+ Regular e que seriam cobradas no edital.

    Minha maior dedicação e dificuldade também foi na disciplina de informática, que sempre tive maiores problemas para absorver a informação e conseguir reproduzir nos exercícios. Em relação à divisão entre básicas e específicas, dedicava igualmente, mas eu já possuía uma base considerável em português e RLM. Estudo, trabalho (maior parte do tempo de casa) e curso direito na UFRJ.

    Confesso que minha faculdade está totalmente em segundo plano desde que comecei a estudar com o AlfaCon, pois me sinto muito mais motivado a aprender cada vez mais com as aulas online e o material didático do que com livros de doutrina intermináveis e prolixos. Já ouvi diversas vezes questionamentos de como consigo manter um alto rendimento na faculdade, embora não vá às aulas com frequência e não me dedique como os bons alunos de uma maneira geral, mas a resposta é simples: as aulas do Alfa são realmente muito completas e aptas a te ensinar de uma forma objetiva, rápida e eficiente, o que, infelizmente, no mundo acadêmico, está muito longe de ser realidade.

    Estudei com o Sou+ Carreiras Policiais. Com toda certeza o material perfeito para toda a preparação. O meu objetivo principal nessa prova foi adquirir experiência de concurso para carreiras policiais, além de ter a oportunidade de vivenciar as demais fases do concurso. Nesse sentido, não tive muito problema com motivação, mas confesso que o resultado foi uma surpresa e foi bastante importante para que eu ganhasse mais confiança para as provas seguintes.

    Não há dúvidas que a dedicação para concurso exija abrir mão de algumas várias coisas de sua vida particular. Foram vários finais de semana em casa, madrugadas com cadernos, resumos, mapas mentais na mão. Acredito que não tenha outra solução para o sucesso. Minha mãe sempre me deu muita força para eu estudar, embora não esteja muito confortável com o fato de eu ter escolhido as carreiras policiais como objetivo de vida. Em relação à minha namorada, foi tranquilo também. Sempre esteve disposta a abrir mão de saídas e momentos de lazer juntos para que eu pudesse me preparar.

    Felizmente, esse não deve ter sido a maior dificuldade da minha preparação. As poucas pessoas que escolho ter ao meu redor acabam me apoiando por me entenderem. Fiz a prova de técnico judiciário para o TRF 2 região, na qual obtive aprovação, mas como foi apenas para cadastro de reserva, ainda não fui chamado.

    Conheci o AlfaCon através de vídeos no YouTube. Sou aluno exclusivo do AlfaCon e dedico todo o conhecimento adquirido a essa sensacional equipe de professores e a todo o material exemplar disponibilizado. Basicamente, meu método de estudo era o ciclo de videoaula, resumo no caderno e exercícios. Em seguida, eram revisões infinitas do material anotado em cadernos e complementados com as informações de questões comentadas.

    Minha memória é bastante fotográfica, então a disposição em três cores a partir de esquemas, mapas mentais, sempre foi bastante útil a mim. Além disso, tenho o hábito de estudar falando alto, como se estivesse dando uma espécie de aula. Acredito que isso facilite que eu saiba se estou ou não fluente na matéria e no conteúdo específico.

    O mais difícil foi permanecer estudando nos dias em que estava mais cansado e desestimulado a continuar. Mas com disciplina superei todas as dificuldades, com toda certeza. Acredito que essa seja uma das minhas melhores qualidades. Eu dou um jeito de estudar e cumprir minhas metas diárias, independente do que aconteça ao longo do dia. Confesso que não tenho muito horários pré-determinados, mas, no final das contas, acabo cumprindo tudo.

    Quanto mais perto da prova, mais eu estudo, sobretudo minhas anotações. Acho que relaxar perto do concurso me faz ficar cada vez mais nervoso e inseguro achando que falta aprender ou lembrar de alguma coisa. Prefiro ter a consciência limpa que estudei até o fiscal da prova mandar guardar tudo no dia da prova!

    Sempre há falhas. Acredito que só consiga as perceber nos próximos concursos. Porém, acho que de uma maneira geral, meu resultado foi satisfatório dado o tempo de estudo, dedicação e experiência pequena em outros concursos.

    Não desista dos seus sonhos. Simplesmente faça o que você estipulou que deve ser feito, independente da sua ansiedade, insegurança e questionamentos se tudo isso vale realmente a pena. Acredito que a disciplina, aliada à motivação, seja a alma da preparação. Não questione muito, simplesmente faça e confie no trabalho do AlfaCon, como eu confiei, que, no final, de um jeito ou de outro, a gente chega lá. Vá e vença!

    Ler depoimento completo
  • Felipe Zanotto Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Felipe Zanotto, tenho 24 anos, sou de Caçador – SC e fui aprovado em 3º lugar no cargo de Escrivão e em 6º no cargo de Agente da PC SC. Sou formado em Engenharia Mecânica e decidi começar a estudar para concurso por maiores remunerações, estabilidade e também porque gosto das carreiras policiais.

    Para esse concurso, estudei por 2 meses, desde que foi aberto o edital, mas já vinha estudando desde maio de 2017 para outros concursos. Eu estudava cerca de 8 horas por dia na biblioteca aqui perto de casa, focando principalmente em resolver questões. Foquei mais nas matérias que tinha mais dificuldade: arquivologia e informática.

    Eu não trabalhava, apenas estudava. Utilizei as próprias leis que eu acabei imprimindo e também a apostila do AlfaCon para Escrivão da Polícia Federal. O material da AlfaCon ajudou bastante. Fiquei motivado o tempo inteiro. O que mais motivou foi por eu estar desempregado agora e precisar do emprego.

    Não tive que abdicar de nada, estudava até umas 8 da noite, aí depois disso tinha o tempo livre para fazer o que quiser. Sou solteiro e estou morando com os pais, sempre tive o apoio deles para continuar estudando. Não precisei me distanciar de ninguém.

    Fiz outros concursos como IGP/RS, TJ/RS, DPE/RS, CBM/SC e IGP/SC no ano passado, cada um desses concursos acabou me ajudando, pois, algumas matérias como Direito administrativo, constitucional e português acabam caindo em todos os concursos. Comecei a estudar com o edital aberto, estava estudando para a ABIN, aí quando abriu o edital para a PC SC, comecei a estudar para esse concurso.

    Comprei a apostila da PC PR quando comecei a estudar para concursos. Foi muito importante, pois, quando comecei a estudar estava muito perdido, não sabia nem direito como deveria estudar, e o AlfaCon me direcionou ao caminho certo, sempre ensinando o que realmente cai nas provas.

    Meu principal método de estudo era a resolução de questões, resolvia pelo menos umas 100 por dia. A maior dificuldade foi conseguir estudar todo o conteúdo, pois o edital era muito grande e havia muitas matérias diferentes. Mas tentei estudar pelo menos umas 6 matérias diferentes por dia, para não ficar muito tempo sem ver alguma por muito tempo.

    Nos últimos dias acabei estudando menos do que o normal, tentei relaxar. Não acredito que tenha sido uma falha, mas eu poderia ter focado mais em informática, pois foi a matéria na qual eu errei mais, mas também ninguém esperava que a prova de informática seria tão difícil quanto acabou sendo.

    Minha dica é nunca desistir, continuar sempre estudando, pois mesmo que demore, uma hora a aprovação chega.

    Ler depoimento completo
  • Gabriel Lopes Possamai Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Gabriel Lopes Possamai, sou de Toledo – PR e fui aprovado em 8º lugar no cargo de Escrivão da PC SC. Sou formado em Serviços Jurídicos Notariais. Decidi começar a estudar para concurso público por causa da Polícia federal.

    Estudo há 3 anos, integral, estudei algumas disciplinas, conforme achava importante.

    No momento só estudo para concurso, mas já trabalhei enquanto estudava. Estudei apenas com o material do AlfaCon, salvo exceções bem específica, havia todo o conteúdo no material.

    Sempre há altos e baixos na motivação, mas nesse período de abertura de edital a motivação aumenta.

    As abdicações são imensas, não tem como descrever. Namoro, mas nos apoiamos muito.

    Fiz vários concursos, sempre que possível tento fazer outros para experiência. Comecei a estudar antes do edital abrir, sempre com muita determinação.

    Conheci o AlfaCon pela internet.

    O AlfaCon foi essencial na minha aprovação, sempre me ajudaram muito, sem palavras, muita gratidão. Não tenho um método específico de estudo, procuro fazer o simples, como todo mundo.

    A maior dificuldade foi a financeira. Mas com trabalho e ajuda da família consegui superar todas as dificuldades.

    Quando o concurso se aproximou mantive a calma, resiliência. A experiência manda muito nessas horas.

    Sempre há falhas, principalmente em alguns assuntos específicos que acabam sendo negligenciados. Mas

    com muita determinação você consegue!

    Ler depoimento completo
  • Marley De Carvalho Sabino Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Img 8363

    Meu nome é Marley De Carvalho Sabino, tenho 27 anos, sou de Angra dos Reis – RJ e fui aprovado nos cargos de Escrivão e Agente da PC SC. Sou formando em Economia e resolvi começar a estudar para concurso público por causa da estabilidade que o setor privado não proporciona.

    Estudo a 2 anos e meio para a PRF que é o objetivo final. O concurso da PC SC foi uma grande oportunidade de avaliar o conhecimento na área das carreiras policiais. Para esse concurso, estudei as matérias específicas próximo da prova. Já as matérias comuns a PRF não parei de estudar nenhum momento.

    Sou servidor público e por isso concílio o trabalho com os estudos. Tem que ter muita força de vontade para poder conseguir fazer isso todos os dias. Os vídeos do AlfaCon sempre motivam a continuar focado. Minha preparação foi 100% AlfaCon.

    Nunca pensei em desistir, pois sei que estudando dá certo. Sempre estou estudando e deixo de fazer muitas coisas em família. Muitas pessoas não entendem o sacrifício e acham que você poderia fazer mais coisas e estudar menos.

    Moro com meus pais. Eles sempre me apoiaram. Conheci o AlfaCon pela Internet. O AlfaCon me ajudou com tudo. O único método de estudo que eu utilizava era a concentração e força de vontade.

    A maior dificuldade foi as brigas no relacionamento, a pessoa achar que me distanciei. Estudei e superei todos os desafios. Perto da prova acreditei em mim mesmo. Acredito que ter abandonado as redes sociais tenha sido efetivo para a aprovação.

    Nunca desistam, apesar do caminho ser desgastante, a vitória é certa. Precisamos confiar em nossas capacidades que isso é um passo importante demais.

    Ler depoimento completo
  • Daniel de Sousa Freitas da Silva Telles Polícia Civil de Santa Catarina - 2018
    Img 1068

    Meu nome é Daniel de Sousa Freitas da Silva Telles, tenho 25 anos, sou do Rio de Janeiro e fui aprovado na PC SC. Sou formado em Tecnólogo em Gestão Financeira, comecei a estudar para concurso público porque tenho o sonho de ser Policial Federal, além disso, trabalho no setor privado e sei como é ruim não ter estabilidade no emprego.

    Venho estudando há um ano e meio aproximadamente de segunda a segunda. Como eu trabalho consigo fazer por dia uma média de 4h líquidas, sendo 1h e 30m no meu horário de almoço e o restante na parte da noite.

    Minha preparação é focada na PF e PRF. Iniciei pelas básicas, pois representam na maioria dos concursos mais da metade da prova e fui avançando para as especificas gradualmente. O tempo é o maior aliado de quem vem se preparando de forma profissionalizada pois ele permite que você atinja maturidade nas matérias de forma que elas começam a se interligar em alguns pontos, tornando o estudo mais fluido.

    Estudava no horário de almoço cerca de 1h e 30m. Quando chegava em casa brincava um pouco com a minha filha e depois tirava um cochilo de uns 40 minutos. Começava a estudar por volta de umas 22:30 e ia parar lá pelas 01:30, 2h para conseguir atingir as 4h diárias. No dia seguinte acordava as 6:30 e começava tudo novamente.

    Minha base é o material do Sou + Carreiras Policiais. A única parte diferente que estudei pela legislação foi a parte do estatuto da Polícia Civil de SC. Esse período de estudos é uma grande montanha russa. Tem momentos que você está motivado e outros que está totalmente pra baixo e inseguro. Desistir eu nunca pensei, pois, minha vida estava bem ruim e eu não podia me dar esse luxo. A equipe do AlfaCon me motivou muito.

    Mesmo estudando no online, eu considero o Evandro um herói. Inúmeras vezes eu estava meio para baixo aí do nada ele entrava online sem avisar nada num ao vivo e 30 minutinhos ouvindo as palavras dele já me levantavam, e principalmente não só as palavras mas vendo o exemplo dele de que acordar cedo, batalhar, ir dormir tarde, funciona, isso me motivava muito.

    Tenho uma filha de 2 anos e meio e muitas vezes tive que abdicar de passar meu tempo com ela para poder estudar. Graças a deus minha esposa é compreensiva e uma grande parceira e nesse período foi mãe e pai ao mesmo tempo para nossa filha. Devo muito a minha esposa que também foi minha grande motivadora. Acho que ela acreditava mais em mim do que eu mesmo.

    Minha esposa como já mencionado foi minha grande parceira. Minha mãe para ser sincero não me apoiou como eu gostaria, mas entendo a preocupação dela, pois mãe é mãe. Fiz outros concursos públicos, como a prova da Policia Militar do RJ para Oficiais e fiquei “aprovado", mas não tive a redação corrigida por poucos pontos, de qualquer forma essa prova exigia superior em direito e eu não poderia tomar posse, por isso não me dediquei as matérias especificas como processo penal militar, etc. o que me deixou fora nesse concurso.

    Então, meu foco é PF e PRF. Eu sabia que precisava estudar bem antes do edital se eu quisesse ter reais chances de aprovação. Especificamente para o concurso da PC SC duas coisas aconteceram que me ajudaram bastante.

    1) O Evandro lançou o tão polêmico E SE FOSSE VERDADE - EDITAL SIMULADO, eu acabei comprando a ideia e me dediquei a arquivologia que não vinha estudando e foi fundamental para mim nessa aprovação para escrivão pois acabei acertando 16 das 20 possíveis de uma prova bem pesada na matéria, além de ser critério de desempate.

    2) Quando o edital saiu eu vi que o cronograma estava bem corrido e que quem não tivesse já com boa parte da matéria vista não conseguiria ver tudo pois o edital saiu em outubro e a prova era em dezembro ou seja mais ou menos 2 meses pra ver tudo.

    Acredito que esses fatores tenham me dado certa vantagem sobre os demais, possibilitando que eu passasse nos dois concursos dentro das vagas.

    Conheci o AlfaCon pela Internet, no YouTube, em um Como Estudar para Concursos. O AlfaCon foi fundamental na minha aprovação, me proporcionando material de qualidade, aulas de qualidade e motivação pesada. Pacote completo!

    Como já vi quase toda a matéria da PF e PRF, tirando economia e física, que estou aguardando para ver como vão sair no edital eu faço simulados aos domingos, e revisões de uma matéria por dia e vou rodando as mesmas durante 15 dias. Nos outros 15 dias faço exercícios das matérias e vou adicionando as novidades desses exercícios no meu material.

    Faço também concomitantemente umas folhinhas com itens que eu revi, mas não estavam tão bem fixados ou que eu não tinha visto e apareceram em exercícios que eu revejo todo dia durante uma semana. Após essa semana eu começo uma nova folha igual a essa pois eu acredito que a repetição sucessiva que te leva ao sucesso.

    O mais difícil foi me manter motivado e lutar contra o cansaço diário, mas pensava no resultado que eu queria alcançar e traçava pequenas metas para ter a sensação de progresso. Eu estava tranquilo pois sabia que tinha batido todo o edital. Só fiquei mais nervoso mesmo quando viajei para Santa Catarina e vi o avião lotado de concurseiros estudando desesperados e vi que era para valer mesmo. Fiz toda minha programação para finalizar a matéria e as revisões 1 dia antes de viajar e aí não estudei mais até a prova.

    Falhas sempre acontecem, você precisa superar as falhas. Tem dias que você não vai conseguir estudar, pois seu trabalho estava muito pesado ou sua filha estava doente, mas você precisa no dia seguinte ter em mente que é um novo dia e seguir o plano. Minha maior falha foi na minha relação com a balança pois ganhei uns 8 kg na minha preparação e estou precisando me esforçar bem mais agora para perde-los para o físico.

    Continuem na luta. Você não passa no concurso no dia da prova, você passa no concurso a cada dia que você se dedicou ao máximo, que seguiu seu planejamento, que foi dormir tarde e acordou cedo e que dormiu nos livros, o dia da prova é só uma consequência de todo o seu trabalho.

    Não desistam. Acreditem em vocês. É possível!

    Ler depoimento completo
  • Pedro Gabriel da Silva Bento Polícia Militar de Alagoas - 2017
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Pedro Gabriel da Silva Bento, tenho 19 anos, sou de Arapiraca – AL e fui aprovado em 6º lugar na Polícia Militar de Alagoas.

    Resolvi começar a estudar para concurso público porque eu sempre gostei das Carreiras Policiais. Estudei durante 6 meses, comecei antes do edital, quando comecei a estudar conheci o AlfaCon e comecei a estudar para PM BA, consegui a aprovação lá também e continuei estudando para PM AL (o edital saiu 1 semana antes da PM BA), a divisão das matérias foram 2 por dia, seguindo os passos do AlfaCon e no final eu comecei a estudar mais pela minha dificuldade na matéria e respondendo muitas questões.

    Pedi demissão do trabalho para somente estudar. Estudei com o material do AlfaCon, pois é completo. Tive altos e baixos, minha motivação era ouvir os vídeos do Evandro para mudar de vida.

    Eu estudava durante todo o dia, perdi festas e abdiquei de tudo no período da minha preparação, até festas da minha família mais próxima eu perdi.

    Moro com meus pais. No começo foi difícil aceitar porque eu passava o dia todo estudando no quarto, muitos me chamavam de louco.

    Fiz dois concursos. O primeiro foi PM BA e o segundo PM AL. Graças a Deus consegui a aprovação no segundo. Mas meu foco era PM AL. Comecei a estudar antes do edital, porém como o edital da PM BA saiu antes fiz a prova lá e depois foquei aqui.

    Conheci o AlfaCon pelo YouTube quando estava à procura de aprender como passar em concurso. O AlfaCon me ajudou com aulas no YouTube e materiais completos. Como método de estudo, eu gostava de fazer mapas mentais.

    A maior dificuldade foi no começo, quando tinha que aprender tudo desde o início. Mas com muito foco no último mês, estava me sentindo confiante, fazendo muitos simulados e tentando diminuir a ansiedade. Acredito que o que tenha sido essencial para minha aprovação foi fazer muitas questões e olhar meus erros.

    Nunca desista, uma hora chega sua vez!

    Ler depoimento completo
  • Wendson Ribeiro de Lemos Polícia Militar de Alagoas - 2017
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Wendson Ribeiro de Lemos, tenho 19 anos, sou de Gravatá- PE e fui aprovado no concurso da Polícia Militar de Alagoas. Atualmente curso Direito e resolvi começar a estudar para concurso púbico porque sempre foi meu sonho trabalhar na área policial, além da estabilidade que o concurso público dá.

    Minha preparação começou um mês antes de sair o edital, mas como já tinha sido aprovado na PM PE, tinha uma certa bagagem e sabia que se eu me esforçasse novamente eu teria o mesmo êxito ou uma colocação até melhor que o concurso anterior (e foi o que aconteceu).

    No mês que antecedeu o edital, minha rotina era mais leve e um pouco confusa, por muitas vezes eu deixei de estudar as matérias mais "chatas" para as matérias que eu gosto. Contudo, ao sair o edital eu criei um plano de estudo com algumas estratégias que eu sabia que iria funcionar comigo. Minha rotina era de domingo a domingo, sem descansar os feriados, cheguei a estudar 12 horas por dia em alguns momentos.

    Família e namorada não me entenderam no começo, mas após longas conversas eles passaram a me apoiar, diria até que sem minha mãe e minha futura noiva nada disso seria possível, foram meus alicerces para aprovação, visto que nos momentos mais difíceis elas estavam lá para me levantar e me dar forças para continuar. Não foi fácil, mas eu consegui.

    Só precisava conciliar faculdade com o concurso. Consumi vídeos-aulas do AlfaCon o tempo todo, além de material de apoio da própria vídeo-aula. Não gosto de apostilas, sou um cara com extrema dificuldade de aprendizagem e preciso de um professor explicando, senão não aprendo quase nada. Contudo, sou um cara extremamente dedicado, e quando coloco algo na cabeça... Rapaz... Polícia Federal que me aguarde!

    Acredito que seja impossível se manter motivado todos os dias, sempre vai ter alguns dias que bate aquela tristeza, aquela angústia de "será que vou conseguir?" "será que tudo isso é em vão?". Porém, no meu caso, todos os dias que aconteciam isso, minha mãe e minha namorada não me deixavam ficar para baixo, foram meus alicerces para que eu pudesse continuar na caminhada.

    Abdiquei de quase tudo, meu tempo de lazer era assistir um filme domingo à noite com a namorada. Vida de concurseiro não é fácil!

    Namoro e moro com meus pais. Minha família e minha namorada me apoiaram, porém, vários amigos acabaram se distanciando de mim, acho que não entendiam muito bem quando eu dizia "não!” para os "vamos sair hoje?".

    Faço concurso público desde dos 17 anos, levei pau em dois EsSA, até que enfim consegui a aprovação na PM PE. Contudo, apesar de preparado, acabei escorregando na barra e levando um baque. Parece engraçado, mas na hora foi bem triste, perder o concurso por uma fatalidade. Essa tristeza perdurou por algum tempo, mas aqui estou eu firme e forte. E com sonhos muito maiores!

    Estudei próximo ao edital (1 mês antes), com uma rotina leve. Após sair o edital, intensifiquei minha rotina de estudos. Cheguei a estudar 12 horas por dia em alguns momentos e fiz mais de 10 mil questões em 3 meses.

    Conheci o AlfaCon no YouTube. O AlfaCon além de me oferecer as melhores aulas e mais atualizadas, a motivação que vocês passam para o aluno é essencial para qualquer ser humano que almeja ser um servidor público.

    Meus métodos de estudo foi o famoso tripé de concurso público: teoria + questões + revisão. A maior dificuldade foi em me manter motivado, mas superei tudo isso com meu sonho de ser policial.

    Acho que já aceitei que qualquer concurso que eu faça vou ficar muito nervoso. Na última semana tirei apenas para resolver vários simulados e corrigir meus erros, além daquela revisão leve. Um dia antes da prova eu descansei, meu nervosismo e ansiedade aumenta se eu estudar em véspera de prova.

    Acredito que o essencial para minha aprovação foi ter resolvido muitas questões, quando peguei a prova parecia que eu já tinha resolvido aquelas questões.

    Por mais que as coisas agora não sejam fáceis, não desistam! Não há coisa melhor que ver o seu nome no DOE, e eu tenho certeza que você verá o seu. Estude até passar! Alô você!

    Ler depoimento completo
  • Isabella Lopes Camargo Polícia Civil do Mato Grosso do Sul - 2017
    0 02 01 7a21e3d48a992278d05babf048e72dd003f0854ed4c42ce188c0431202427e65 full

    Meu nome é Isabella Lopes Camargo, tenho 24 anos, sou de Barra do Garças – MT e fui aprovada para o cargo de Escrivão da Polícia Civil MS. Sou formada em Licenciatura em Letras e comecei a estudar para concurso púbico primeiramente pela estabilidade.

    Estudo a 1 ano e meio no presencial de Cascavel em busca da PF ou da PRF. Não sai do meu estudo dirigido por conta desse concurso. A única coisa que eu fiz foi dar uma lida na legislação institucional da Polícia Civil - MS, uma noite antes da prova, no quarto de hotel em Dourados.

    Atualmente eu apenas estudo. Estudo pelo material fornecido pelo AlfaCon presencial. É impossível manter-se motivado durante todo o tempo. Mas, quando penso em desistir, lembro que não foi fácil chegar até aqui, que a minha família me espera em posse de minha aprovação.

    A dificuldade de ficar longe das pessoas que amamos é mais difícil no começo do percurso. Com o tempo, aprendemos a lidar com a saudade e as inseguranças passam a ser outras. Abdiquei de muita coisa, mas nenhuma delas será maior do que a conquista de ver o meu nome no Diário Oficial da União.

    Sou solteira. Minha família me apoia incondicionalmente. Conheci o AlfaCon pelo YouTube. O AlfaCon, em minha vida, representa uma perspectiva melhor de futuro que antes não era nada concreta.

    Como forma de estudo utilizo leitura, exercícios e resumos em mapas mentais. O mais difícil para mim foi manter-se na rotina, mas superei tudo com a vontade de vencer.

    Como a PC - MS não é o meu objetivo final, fui bem tranquila. Não sei se será o caso quando a PRF sair. A feitura de exercícios foi essencial para a minha aprovação. Minha maior falha foi não ter começado a estudar antes.

    Não perca o seu objetivo final de vista. Por vezes, você apenas o terá.

    Ler depoimento completo
  • Diego Verçoza Vale Agepen RN - 2017
    23231124 1126338000834157 784927832960366638 n

    Meu nome é Diego Verçoza Vale, tenho 27 anos, sou de Paulista – PE e fui aprovado no concurso Agepen RN. Sou formado em Administração.

    Sou de uma família que sempre teve muitas dificuldades financeiras. Teve um determinado momento que meus pais falaram “a única coisa que hoje posso oferecer é incentivar você a estudar”. E sempre acreditei que o estudo muda a vida da pessoa e está mudando a minha.

    Estudo para concurso deste do final do ano de 2007. Estuda pela manhã, a noite tinha um curso presencial e na madrugada realizava resoluções de questão com o livro do AlfaCon de 5.000 questões (livro que foi fundamental no êxito da prova) e nos finais de semana assistia os aulões do AlfaCon, vídeos aulas e muitos exercícios.

    Neste concurso especificamente consegui equilibrar o estudo em todas as disciplinas do conteúdo programático. Sempre tive que conciliar as minhas rotinas de estudo com o trabalho. As horas que tinha disponível sempre estava lendo algum assunto para avançar no edital.

    Estudei com o livro 5.000 questões, os aulões ao vivo e vídeos aulas do AlfaCon, além do curso presencial me Recife. Sempre estive motivado, mas também há momentos que pensei em desistir. Me questionava se algum dia iria chegar o momento da minha aprovação. O que sempre me manteve motivado foi a vontade de vencer. Abdiquei de muitas coisas, principalmente o convívio familiar. É difícil, mas o tempo que temos tem de ser direcionado para o estudo.

    Moro com meus pais. Eles sempre me apoiaram, alguns amigos se distanciaram. Tentei vários concursos e inclusive em outros estados. Quando decidi focar nas carreiras policiais no ano de 2014, começou a surgir algumas aprovações, porém, nunca dentro das vagas. O concurso de Agepen RN foi o primeiro concurso que fui aprovado dentro das vagas.

    Comecei a estudar um pouco antes do edital. A certeza que o edital a qualquer momento iria sair, logo tinha que estar preparado. Conheci o AlfaCon através de alguns amigos e comecei a buscar informações e sempre buscando motivação na história de Evandro Guedes. O AlfaCon me ajudou com as diversas dicas dos professores, com o ensinamento da otimização do tempo e como saber estudar com foco e os materiais. A técnica que utilizo para memorizar é a resolução de questão.

    O mais difícil foi a falta de dinheiro. Mas a certeza de que o meu dia iria chegar me fez superar todas as dificuldades. Esse concurso foi muito especial para mim. Estudei o máximo de tempo que pude, mas sempre com a sensação que não estava aprendendo. Na última semana revisei mais nos exercícios. Antes da prova prefiro ficar concentrado e isolado.

    O diferencial para minha aprovação foi a otimização do tempo. Estudar para concurso é muito desgastante, principalmente na parte emocional, porém, sempre busquem a realização dos seus sonhos e acreditem no seu potencial. Pensem como vencedores para depois no futuro não se tornarem frustrados por não terem lutado pelos seus objetivos e sonhos.

    Ler depoimento completo
  • Diego Leite de Oliveira TJ SP - 2017
    11709812 785516481564538 314506832117766128 n

    Meu nome é Diego Leite de Oliveira, tenho 19 anos, sou de São Paulo – SP e fui aprovado no concurso do TJ SP para o cargo de Escrevente Técnico Judiciário.

    Atualmente estou cursando Direito e resolvi começar a estudar para concurso público por influência do meu pai que é servidor público estadual. Comecei a estudar em agosto de 2015. Estudava no período da manhã, à tarde trabalhava e à noite ia para a faculdade, mas tanto no caminho para o serviço, no próprio serviço e na faculdade qualquer tempo que tinha assistia as aulas pelo aplicativo ou fazia exercícios. Como trabalhava no período da tarde, estudava para os concursos de manhã. Qualquer momento que eu tinha livre eu usava para estudar, no ônibus, no metrô, antes da aula da faculdade começar.

    Estudava pelo curso do AlfaCon – TJ SP, curso supercompleto e foi muito importante na minha preparação e aprovação.

    Durante esses dois anos de estudos foram diversos momentos que desanimei e cheguei até a parar de estudar por 1 mês, mas através dos vídeos motivacionais do AlfaCon, em especial do Evandro, Thállius e Chê, me mantinha motivado.

    Comecei a estudar especialmente para o TJ SP em janeiro de 2017, ainda sem edital, e nessa época comecei a preparar a minha vida para quando edital saísse eu ficasse com o foco total no edital. Quando o edital saiu em março até a prova no dia 02/07, eu saí apenas dois finais de semana: encontro da turma do colégio e uma festa universitária (precisava para aliviar toda a tensão).

    Mas antes do edital eu sempre saía no final de semana, desde que tivesse cumprido a meta de estudo da semana. Foram os inúmeros convites para sair durante a preparação, era difícil recusar, mas sempre pensava que aquela recusa estaria me aproximando da aprovação e que depois poderia aproveitar e melhor ainda.

    Sou solteiro e moro com meus pais. Minha família sempre deu apoio total, e em especial meu pai, que já é servidor, sempre dizia palavras de motivação, nunca cobrou resultados e sempre se colocou à disposição no que pudesse ajudar. Para o edital do TJ SP, analisei bem, olhei o que já tinha estudado, o que o edital cobrava de novo e a partir disso me organizei, fiz um novo plano de estudos e renovei minha motivação. Enquanto não tinha o edital aberto sempre pensava que o estudo pré-edital seria o diferencial na aprovação.

    Conheci o AlfaCon quando terminei um curso técnico de informática e decidi que iria prestar concursos. Entrei no YouTube e pesquisei "como estudar para concursos" e me deparei com a aula/lição de moral e desde aquele dia nunca mais parei de acompanhar o AlfaCon. O AlfaCon me ajudou muito, além das excelentes aulas e materiais, me mantiveram motivado.

    Aprendi que cada um tem uma forma de aprender e que, no meu caso, aprendia muito mais com vídeo-aula do que com apostila. Dependendo da matéria eu assistia a vídeo-aula sem anotar nada, apenas prestando atenção e depois assistia mais uma vez anotando o que era dito. E no mesmo dia eu fazia exercícios sobre o tema que estudei.

    Na preparação sempre vamos ter uma matéria que será uma pedra no sapato, no meu caso era Português. E além das matérias, tinha a questão de estar motivado, acreditar que ia dar certo. No caso do Português, estudava mais de um dia a matéria e fazia muitos exercícios da banca. Quando o edital saiu bateu um nervosismo, mas no dia seguinte me organizei, vi o que já tinha estudado, o que veio de novo em relação ao edital anterior. Organizar-me foi fundamental para evitar/diminuir o nervosismo e ansiedade até a prova.

    A combinação de aulas + exercícios sobre o tema foi muito importante. E fazer exercícios foi MUITO importante e, com certeza, foi o que me fez passar. Já tinha feito tantos exercícios da VUNESP que parecia que na hora da prova eu já tinha feito todas as questões e que estava com a minha folha de exercícios.

    Inicialmente, escolha uma carreira, demorei 1 ano para decidir pela carreira de tribuna. Depois se organize bem, faça plano de estudos, análise o edital. E lógico, estude e se dedique muito. Quando o desanimo bater assista um vídeo motivacional de quem já estudou, procure coisas que você gosta e quando ser aprovado vai poder comprar.

    Ler depoimento completo
  • Allan Caio da Cruz Gouveia Sousa Polícia Militar de Alagoas - 2017
    Blank avatar 78a18a07ec53452a6439f8a0d49a24694ea33cc3713805b73c402189b2de0a89

    Meu nome é Allan Caio da Cruz Gouveia Sousa, tenho 26 anos, sou de Monteiro – PB e fui aprovado no concurso da Policia Militar de Alagoas. Possuo formação em Tecnologia em Construções de Edifícios.

    Comecei a estudar para concurso por causa de estabilidade. Estudo para concurso a 1 ano e meio. Fora de edital, estudava as básicas e alguns direitos básicos, depois do edital focava nas matérias pertinentes e na revisão de todas as disciplinas. Conciliava os estudos com preparação física.

    Estudava principalmente PDF, vídeos só as vezes quando o assunto era mais complexo de entender. Pensei em desistir algumas vezes, mas continuei firme e forte. Me distanciei um pouco de alguns amigos, mas conheci outros nessa caminhada. Abdiquei muito de alguns lazeres, mas a atividade física me renovava muito.

    Moro com meus pais e tenho namorada, todos me apoiaram muito. Fiz 4 concursos na mesma linha, passei para bombeiro em Pernambuco, mas reprovei no TAF, pois não estava suficientemente preparado. Estudei fora de edital, minha motivação era que não estava perdendo nada, ganhando conhecimento cada vez mais.

    Conheci o AlfaCon com colegas e nas redes sociais. O AlfaCon me ajudou disponibilizando materiais de ótima qualidade. Estudava a teoria, e depois respondia questões, minha fórmula magica é essa, nada sobrenatural.

    O mais difícil foram as dificuldades financeiras para bancar minhas viagens para os locais de prova. Meus pais se esforçaram muito, e essa aprovação não é só minha, é deles também.

    Na última semana relaxei os estudos, a ansiedade eu senti apenas nos primeiros concursos. Eu acho que qualquer tempo investido nos estudos é válido, não acredito que falhei, mas tinha dias que não estudava o suficiente e não me culpava, pois é uma rotina pesada.

    Eu penso que a aprovação só vem com insistência, e muitos que caem no meio do caminho é porque desistiram. Então se caiu, levanta e sacode a poeira, continua sua caminhada atrás de seus sonhos.

    Ler depoimento completo
Carregando...