0

Logo alfacon Alunos Aprovados

Estude com quem mais aprova!

  • 1/3 dos aprovados na Polícia Federal são Alfartanos!
  • 1º lugar nacional na Polícia Rodoviária Federal é Alfartano!
  • 1º colocado no DEPEN é Alfartano!
  • 662 aprovados no INSS são Alfartanos!
  • Mais de 400 aprovados no TJ PR são Alfartanos!

Faça parte dos mais de 55.000 alunos aprovados!

Evandro 01
  • Marcos Medeiros Polícia Civil do Mato Grosso do Sul
    Mqdefault
  • Gabriel Lopes Possamai Polícia Civil do Mato Grosso do Sul
    Mqdefault
  • Artur e Cristiano TJ SP 2017
    Mqdefault
  • Janilson Erick IBGE - 2017
    Mqdefault
  • Marcolina Santiago de Souza Agepen SP - 2017
    Blank avatar

    Meu nome é Marcolina Santiago de Souza, sou de Goiás e fui aprovada no concurso AGEPEN SP. Sou formada em Administração de Empresas e decidi estudar para concurso devido a estabilidade e segurança que um cargo público oferece.

    Comecei a estudar para concursos depois que terminei a faculdade em 2015 porque percebi que um diploma não é garantia de emprego, tanto é que não consegui nada na minha área. Eu não estudei específico para este concurso porque meu foco é tribunais. Fiz esse concurso mais para incentivar meu esposo que já trabalha nessa área, mas é temporário, infelizmente ele não passou. Geralmente eu estudo mais matérias específicas ou que eu tenho mais dificuldade e português, que é meu calo rsrs. No momento estou desempregada, então divido meu tempo com estudos e organização da casa.

    Eu estudo com apostilas e materiais gratuitos que encontro na internet tomando cuidado para saber se são atualizados. Se manter motivado é muito difícil porque estudar não é uma coisa muito prazerosa, convenhamos, mas manter o foco, pensar que é para um bem maior, que você vai garantir tranquilidade e estabilidade para você e sua família ajuda bastante. Esquece o presente e mantenha o foco no futuro se imagina já tralhando no órgão dos seus sonhos.

    Para conseguirmos alcançar objetivo na vida sempre temos que abrir mão de muitas coisas, ninguém consegue nada sem esforço, temos que abrir mão de momentos com a família, momentos de lazer, fazer coisas que gostamos, acompanhar nossa série favorita enfim, mas depois de alcançar seu objetivo vai ter o resto da vida para aproveitar, colher os frutos do seu esforço.

    Sou casada, não tenho filhos, meu esposo também estuda para concurso então a gente se apoia e se ajuda. Já fiz prova do STJ, TCU, INSS, vou fazer TST. Tenho uma mania que eu acho que a maioria dos concurseiros fazem, que é estudar quando sai o edital, mas já percebi que isso não é muito bom, daqui par frente pretendo me organizar para manter uma rotina de estudos até a tão sonhada aprovação em um tribunal da vida.

    Conheci o AlfaCon buscando materiais gratuitos na internet e eles têm muitos materiais e eventos gratuitos e o mais importante, materiais de qualidade e atualizados. Eles me ajudaram com os materiais disponíveis, as dicas dos professores, o modo como eles explicam as matérias facilitam muito nossos estudos. Como método de estudo, eu geralmente utilizo mapas mentais e resumos que eu mesma faço das matérias, buscar sempre estar revisando o que já estudou e fazer muitos exercícios.

    Minha maior dificuldade é lutar contra mim mesma, tem dia que não dá vontade nenhuma de estudar, tem também os problemas do cotidiano, as vezes não estou bem, as dificuldades são muitas. Para superar os obstáculos precisa manter o foco, pensar sempre no bem maior, procurar motivação em seu interior, o que te move? O que te faz acordar todas as manhas e fazer o que você faz?

    Quando se aproxima da prova é intensificar os estudos, procurar revisar tudo e na véspera da prova relaxar um apouco, fazer coisas que gosta para manter a mente tranquila. Estudar com foco e objetivo. Não desista, se esse é realmente o seu sonho, seu objetivo, vai em frente, se organize e mantenha a motivação.

    Ler depoimento completo
  • Murilo Denner Santos de Morais Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco
    Blank avatar

    Meu nome é Murilo Denner Santos de Morais, tenho 25 anos, sou de Petrolina – PE e fui aprovado no concurso do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco. Sou forma o em Administração de Empresas e decidi começar a estudar para concurso público para realizar o sonho de criança de ser Bombeiro Militar e salvar vidas!

    Estudei por dois meses e meio, com jornada de 6h diárias, larguei estágio e contei com a compreensão da namorada Thais para passar os dois últimos finais de semana antes da prova revisando e fazendo exercícios. Minha base nas matérias básicas era boa, tive de me dedicar a física e biologia que há anos não estudava. Eu utilizava mais tempo para matérias como física, biologia, RLM e história de Pernambuco, as outras disciplinas como direito Constitucional, português e informática eu estudei pouco, mas, fiz bastantes exercícios para refrescar os assuntos.

    De início estava 4h no estágio e outras 4h estudando em casa, mas, senti que não estava rendendo o que deveria, então, larguei o estágio e fui para a biblioteca para estudar. Almoçava por lá para não perder tempo e continuava na luta. Eu estudei pelos materiais do curso do AlfaCon e utilizei uma apostila de questões e exercícios disponibilizada gratuitamente na internet.

    Sempre estive muito motivado, afinal, era meu sonho de infância. Mas, confesso que a disciplina de física me tirava o sossego, não conseguia progredir como nas outras disciplinas e pensei que poderia ficar no ponto de corte, mas, busquei forças em Deus e na família para continuar firme e não desanimar. "Cada escolha é uma renúncia, isso é a vida", já dizia o saudoso vocalista da banda Charlie Brown Jr.

    Eu abdiquei estar com os amigos, viajar com a família, sair com a namorada e até jogar bola com os amigos.

    Namoro e moro com meus pais. Todos os meus amigos, familiares e minha maravilhosa namorada respeitaram meu momento e vibraram muito com a minha conquista, cada etapa vencida foi vencida em conjunto com Deus, minha família, amigos e namorada. Eles são os melhores do mundo!

    Antes de realizar esse concurso tinha feito um do Banco do Brasil há um tempo, mas, não tinha estudado e fiquei 11 posições abaixo das vagas, depois fiz o da Polícia Científica de Pernambuco e fiquei no ponto de corte por 0,25 pts. Essas experiências apenas me motivaram pois sabia que minha hora estava chegando e quando surgiu o concurso para o CBMPE eu me empolguei muito mais e Deus abençoou com esse presente maravilhoso.

    Para esse concurso comecei a estudar depois do edital aberto. Através de vídeos no YouTube sobre o Evandro, assisti algumas aulas gratuitas ao vivo e me encantei com a estrutura, organização e profissionalismo. As aulas do curso eram simplesmente fantásticas, eu já percebi que tendo muito mais com vídeo-aula, então, elas foram essenciais para minha aprovação.

    Não tenho métodos de estudo, apenas estudava a matéria, fazia exercícios e respondia provas anteriores. O mais difícil era abdicar de tanta coisa em prol do concurso. O sonho de ser BM e o apoio daqueles que me amam e querem o meu bem.

    Eu sou ansioso por natureza, mas, busquei, junto com minha namorada, tentar relaxar e pensar em outras coisas, a focar nos estudos e não pensar na prova com ansiedade, mas com tranquilidade de que fiz o meu melhor. Resolver questões e exercícios. Essa é a fórmula para se passar, se estudar e não resolver questões o cérebro não consegue armazenar tudo e vai acabar perdendo algo que pode ser essencial na prova.

    Ah, estudar para concurso nunca será fácil, pelo contrário, haverá muitas renúncias e solidão, mas, eu lhe garanto que vale muito a pena! Se é seu sonho ou se você precisa, estude! Se dedique de verdade e as alegrias vindouras serão muito mais duradouras e sinceras que as dores da luta. Confie em Deus e arroche nos estudos que a sua vitória está bem ali na frente!

    Ler depoimento completo
  • Jussara Lopes de Souza TJ SP 2017
    Blank avatar

    Meu nome é Jussara Lopes de Souza, tenho 32 anos, sou natural de Toledo – PR mas moro em Jundiaí – SP. Fui aprovada para a segunda fase do TJ SP.

    Decidi começar a estudar para concurso público porque estava procurando vídeos de motivação e vi um vídeo do Evandro que dizia que minha vida era uma merda, que quem ganha dois mil reais o dinheiro não dava para nada e que eu poderia mudar de vida.

    Para este concurso estudei dois meses, mas já estudava para o INSS de 2015. Minha rotina nesses dois meses era acordar às 6 da manhã estudar até as 9, nas horas vagas do serviço também estudava chegava em casa às cinco e quando era 6 horas voltava a estudar até as 22 horas, nos finais de semana mais aulas e muitos simulados. Me dediquei mais as matérias que eu não conhecia porque não tinha para o INSS e me dediquei para matemática porque não era o meu forte. Foi uma experiência cansativa, mas recompensaste, eu dedicava mais tempo as específicas.

    Conciliava com o trabalho e dar atenção ao meu filho de 11 anos. Estudei apenas com os materiais do AlfaCon e complementava apenas com. Estive motivada porque quando você está na merda não pode ficar pior, às vezes passava pela cabeça que demorava demais para chegar a minha vez. A minha motivação era o meu marido que também estudava e o meu filho que acreditava em mim, para que pudéssemos ter uma vida melhor.

    Abri mão de brincar com meu filho, de redes sociais, e quanto a família, deixei de ir em várias festas e até brigaram comigo por acharem que eu não queria ir na festa dos meus sobrinhos por não gostar deles, foi difícil, mas como sou uma pessoa que não ligo muito para o que pensam eu sabia que se não fizesse isso eu não iria conseguir, pois tinha só dois meses para estudar.

    Sou casada, o meu marido meu filho e minha mãe apoiaram muito mas teve pessoas que comentavam “nossa para que estudar tanto? ”. O primeiro concurso que realizei foi da prefeitura de Jundiaí e passei em primeiro lugar. Já o concurso do INSS fiquei atrás de 300 pessoas, mas fiz outros, porque como disse, minha vida estava difícil. Comecei a estudar com o edital aberto, desde o concurso do INSS sempre continuei estudando as básicas, a minha motivação eram os professores dizendo se sair da fila perdera a vez, bem assistia vídeos de motivação com o Thállius e o Evandro.

    Conheci o AlfaCon procurando um vídeo motivacional na internet, eles me ajudaram de inúmeras formas, com bons cursos que não eram maçantes, muita motivação. O AlfaCon virou minha família, sentia falta de assistir às aulas. Meus métodos de estudo era ler muito e fazer muito exercício, tentava entender como as coisas funcionavam ao invés de tentar decorar, e antes de entrar na prova li apenas os prazos para lembrar.

    A maior dificuldade foi a falta de dinheiro e acreditar que eu poderia estar entre as melhores entre milhares de inscritos. Por isso, pensei positivo e que eu deveria fazer tudo que os professores pediram, pois se eles disseram que se eu fizesse assim iria passar, eu deveria acreditar.

    Nos últimos dias estudei apenas os PDF’s, e fiz o aulão de véspera do AlfaCon que me ajudou muito. Não houve falha nos meus estudos, dei o meu melhor, o que foi efetivo foi o foco não sai do foco e fiz tudo que os professores me disseram para fazer. Acreditem no que os professores e os aprovados dizem, pois se muitos te dão o mesmo conselho é melhor acreditar, pois a sua hora vai chegar.

    Ler depoimento completo
  • Francisco Anderson Abreu Pereira Polícia Militar do Piauí - 2017
    Blank avatar

    Meu nome é Francisco Anderson Abreu Pereira, tenho 24 anos, sou de Campo Maior – PI e fui aprovado no concurso da PM PI 2017. Sou formado em Ciências Biológicas e decido começar a estudar para concurso público porque é a melhor saída para se ter um futuro digno e com estabilidade, pois a real situação do nosso país onde a legislação trabalhista foi alterada e a iniciação privada é instável, ou seja, não tem estabilidade, eu queria acordar cedo de manhã e não ficar com medo de ficar desempregado, não ficar preocupado de quando chegar o final do ano, eu não ter dinheiro para comprar um presente de natal para minha mãe porque quando chega esse período várias pessoas ficam desempregadas e eu queria melhorar de vida e a Polícia Militar é o melhor caminho.

    Já fazia 2 anos que eu estudava para esse concurso, porque eu queria ser Policial Militar e já tinha passado em um processo seletivo da polícia. A minha média de estudos eram 14 horas por dia, finais de semana eu ia para um preparatório onde sábado eu estudava o dia todo e revisava todo o conteúdo e domingo eu estudava de manhã e de tarde em Teresina e aos meios de semana, eu estudava com os materiais que eu tinha no AlfaCon e assistia às aulas FREE que tinham no site, pois só tenho de agradecer ao Evandro Guedes.

    Além disso, eu fazia muitas questões para concretizar o que tinha estudado. Me dedicava mais às específicas porque às básicas eu já carregava uma bagagem de longa viagem, pois antes de sair o edital desse concurso eu já estudava às básicas, ou seja, Português, Matemática, Informática e Conhecimento Gerais. As específicas eu estudava, segunda, terça e quarta e as básicas eram quinta e sexta, finais de semana, sábado e domingo era para fazer questões e revisar tudo.

    Eu trabalhava e estudava para concurso, mas teve um momento que eu precisei sair da empresa onde eu trabalhava para me dedicar inteiramente a concurso público, foi quando saiu o edital da polícia e comecei inteiramente estudar para esse concurso. Eu estudava com o AlfaCon, assistia às aulas online, são ótimas. Não pensei em desistir, eu tinha colocado na minha cabeça que queria ser policial e eu assistia aqueles vídeos motivacionais do Evandro.

    Esse período foi doloroso, perdi minha namorada, minha vida social foi destruída. E o que me sobrou foi uma espécie de seleção natural de Charles Darwin que apenas os verdadeiros amigos e bons estão comigo, os colegas de festa que diziam que eram meus amigos foram embora. Minha família sempre me apoiou, precisei abrir mão de muita coisa, mas com certeza valeu todo o sacrifício.

    Eu me ferrei na Seduc do Maranhão, fiz um concurso de uma prefeitura também fui mal, mas eu nunca desisti. Sempre fazia questões de provas anteriores, continuei treinando. A melhor motivação foi porque eu queria melhorar de vida, queria dá uma qualidade de vida para a minha família. Eu queria estabilidade para minha vida e queria melhorar de vida, aí eu estudando na internet e quando eu vi um doido falando de concurso era o Evandro, então eu olhei o site do AlfaCon e gostei do conteúdo.

    O Evandro Guedes, o Júlio Raizer "Che", foram meus heróis. Em Direito Penal o Evandro é um monstro, eu aprendi e continuo aprendendo, revisando, e o Che é monstro nos conhecimentos gerais. Muito obrigado. Um dia olhando o YouTube, eu vi um depoimento do Evanildo, aquele cara me deu força e muita motivação, aquela técnica dele é boa de colar artigos de legislação, artigos da constituição na casa, como se fossem mapas mentais. Eu faço isso é uma boa forma de memorizar.

    O isolamento e a destruição da minha vida social, os amigos de festa se afastaram, mas valeu a pena todo esforço. Deus foi a minha superação em todas as dificuldades.

    Na reta final é necessário potencializar fazendo questões e revisando todo o conteúdo é a melhor forma. O que foi efetivo na minha preparação foi as disciplinas específicas me dediquei bastante, e eu amo direito, não houve falhas, mas é preciso sempre melhorar porque a vida continua.

    Nunca desista, porque se você tem um objetivo tem que correr atrás que você consegue, só bastar querer de verdade, o problema é que muitas pessoas não têm paciência, pois estudar para concurso tem que fazer uma ciranda na sua vida porque é uma rotina.

    Ler depoimento completo
  • Thamyris Domeneghetti Agepen SP - 2017
    Blank avatar

    "Meu nome é Thamyris Domeneghetti, tenho 26 anos, sou de Bauru/SP e fui aprovada na prova objetiva do concurso do AGEPEN SP.

    A vida de concursos para mim começou em 2008.

    Eu trabalho o dia todo, estudava nas horas que tinha oportunidade, sempre com leitura de algum material, ou quando não podia parar minhas atribuições ouvia algum vídeo que o Evandro disponibiliza no YouTube, ainda que sem poder assisti-lo.

    Para esse concurso em específico

    estudei 2 meses. Trabalho 8 horas por dia, estudava ao retornar para casa e nos finais de semana. Estudei por resumos que pegava da internet e vídeos que também assistia pelo YouTube de cada tópico.

    Eu nunca desisti de me tornar servidora pública,

    a sensação de ver seu nome com a frase ao lado APROVADO

    é fantástica!

    Vale a pena cada esforço, cada manhã que acordei ainda de madrugada para estudar.

    Eu mantenho no período de preparação só relacionamento familiar.

    A vida de estudo somente sem uma motivação do porquê você quer mudar de vida e para ajudar alguém não te leva a focar nas matérias. A meta do porquê você está se dedicando tanto tem que ser bem definida em sua cabeça.

    Sou solteira e moro com meus pais, estes sempre me apoiaram para que eu estude, pois só com o estudo eu tenho a possibilidade de conquistar meus sonhos.

    Já passei por diversas áreas em concursos, mas no desespero acabamos prestando o que vai aparecendo.

    Em 2013 comecei a assistir os vídeos do Evandro que me motivaram muito para organizar minha preparação, ele é uma pessoa direta, não enrola com a matéria e sabe passar o que sabe de maneira simples e clara. De todos os concursos que prestei vou melhor sempre nas carreiras policiais, já fui aprovada em outros também, mas até o momento creio que pela vontade de Deus ainda não saiu minha nomeação.

    Eu conheço o Alfa desde que o Evandro começou a postar as aulas no YouTube. Creio que, o carisma dele chama atenção até de quem não é concurseiro.

    Eu já trago carga de conteúdo do Alfa de outros concursos, tenho algumas apostilas do Alfa em casa que consegui adquirir, como Passe Já das questões do CESPE, INSS, dentre outras.

    A técnica que eu usava para memorizar o conteúdo era a repetição. Minha maior dificuldade foi o cansaço por conta do trabalho e alguns problemas de saúde dos meus pais. Eu tentava o tempo todo programar meu cérebro dizendo: ‘’Pronto, agora eu vou esquecer o mundo ao meu redor e vou só estudar’’.

    Eu já fiz vários concursos, então a rotina de prova já não é assustadora para mim. Foquei nos últimos dias mais na disciplina de atualidades. Minha falha é de sempre esperar o edital abrir para começar a estudar. Creio que as matérias básicas já devem estar bem consolidadas no seu conhecimento para acrescentar somente uma ou outra disciplina para aprofundamento.

    O ‘’não’’ a vida já tem preparado para te dar, agora o ‘’sim’’, este você tem que buscar, ainda que na marra. Tem uma oração que um ex professor do Alfa excelente diz, que me motiva demais: “Mire na lua, mas mesmo se você errar, você ficará entre as estrelas”.

    Você ser aprovado naquele concurso que está prestando não depende somente de você, há uma força exterior, que muitas vezes caminha contrário ao seu desejo e que indicará onde você ficará para servir ao próximo. Pode não ser naquele concurso que você será aprovado, mas o conteúdo fica e com certeza ele será usado para sua aprovação em um outro.

    Você só tem que fazer sua parte que é estudar, mas se não desistir sua aprovação e nomeação uma hora virá, e só acontecerá na hora certa e preparada a você. Lembre-se que o que você aprende não é só para sua prova, você precisará saber dele em algum outro momento que te questionarem. ”

    Ler depoimento completo
  • Caroline Spadoni de Assis Agepen SP - 2017
    Blank avatar

    Meu nome é Caroline Spadoni de Assis, tenho 33 anos, sou de Serra Azul – SP e fui aprovada na primeira fase do Agepen SP. Comecei a estudar para concurso porque meu objetivo é o salário e a estabilidade que o cargo público oferece. Estudei por 6 meses, duas horas por dia. me concentrei em Português que era a matéria que tinha maior peso na pontuação, mas estudei todas as matérias, alternando os dias.

    Tive que conciliar o estudo com o meu trabalho e mais o segundo turno de afazeres domésticos, não podia me dedicar somente aos estudos. Utilizei apostila específica para o concurso, assisti muitas vídeos-aulas gratuitas na internet e respondi alguns simulados gratuitos na internet também. Meu único investimento financeiro foi a compra da apostila.

    Já no final eu cheguei a ficar desmotivada porque era muito conteúdo e eu não conseguiria terminar de estudar tudo. Teve pergunta que eu não respondi porque não tinha conseguido estudar até o final da matéria, por exemplo. Foi bem puxado, tive que abdicar de algumas horas de descanso, menos horas de sono, deixar de ir a alguns passeios, deixar alguns serviços domésticos sem fazer.

    Sou casada e não tenho filhos... ou melhor... tenho! Quatro cães que são como se fossem. Realmente durante o período de estudos eu não pude dar a mesma atenção a eles. Meu marido aceitou e me apoiou muito. Eu faço todos os concursos que aparecem e que se encaixam no meu perfil. Já fiz os seguintes concursos: Prefeituras, INSS, correios, Banco do Brasil, C.E.F. e pretendo fazer ainda o TJ SP para minha região, que provavelmente sairá até o final do ano.

    Eu comecei a estudar antes de sair o edital, porque já havia rumores da abertura do concurso. Conheci o AlfaCon pela internet, eles me ajudaram com conteúdo, cursos gratuitos, simulados. Tive que otimizar o meu dia, enquanto cozinhava ou passava roupas, ia assistindo vídeos. Enquanto tomava banho ou estendia roupas por exemplo, ia ouvindo áudios no celular, além de acordar duas horas mais cedo para estudar no período em que o meu cérebro estava mais descansado.

    O estudo noturno não rende tanto quanto de manhã. O mais difícil foi o cansaço físico. Muita matéria para estudar e pouco tempo para isto. Saber que são 6 meses de esforço que podem mudar a sua vida inteira, então vale a pena!

    Na última semana antes da prova potencializei os estudos, porém, um dia antes eu não estudei, somente relaxei a cabeça.

    Eu deveria ter começado a estudar antes, as matérias óbvias que cairiam, para sobrar mais tempo para estudar o restante específico depois. A dica que deixo para quem é concurseiro: não desista! É difícil, mas não impossível! É o que eu sempre falo, seis meses de esforço para uma vida inteira tranquilo!

    Ler depoimento completo
  • Thales José Campos Santos Polícia Militar de Goiás - 2017
    Blank avatar

    Meu nome é Thales José Campos Santos, tenho 23 anos, sou de Aparecida de Goiânia – GO e fui aprovado no concurso da PM GO. Decidi começar a estudar para concurso público porque a carreira de polícia é um sonho para mim, desde pequeno sempre pensei em me tornar uma pessoa justa que combate à criminalidade do nosso país.

    Estudei durante 6 meses, chegava do trabalho ia direto para o cursinho e quando chegava estudava de 3 a 4 horas por dia. Comprei o livro da polícia militar e o li inteiro todas as matérias contendo mais de 1000 páginas, e sim foi dedicação e me concentrei mais nas questões específicas porque valem mais pontos. Conciliava estudo com trabalho, era muito cansativo, estudava nas horas vagas do serviço e chegando em casa me dedicava cada vez mais.

    Fazia cursinho, utilizava os slides dos professores, livros e palestras ajudaram muito na minha aprovação. Nunca me senti desmotivado, pois se você estuda e se esforça um dia a sua hora irá chegar, todos iremos brilhar um dia, cada um tem sua hora. Como tive que estudar bastante, precisei me afastar um pouco da família, namorada e amigos para me dedicar e conquistar a aprovação no concurso. Todos eles me apoiaram, no começo ouve uma distância, mas agora com a aprovação as coisas estão melhore do que antes.

    Este foi o primeiro concurso que fiz, mas usei o método de fazer vários simulados e provas de concursos antigos para ajudar na aprovação. Estudei com o edital aberto, pois no edital tem as matérias corretamente que irão cair na prova.

    Conheci o AlfaCon pela internet e por recomendação de amigos que sempre falam muito bem do cursinho e é referência em aprovação de concursos. O AlfaCon me ajudou em tudo, mudou minha vida, daqui pra frente é uma jornada de felicidade e alegria graças ao AlfaCon. Meus métodos de estudo basearam-se em simulados online e bastante leitura das matérias para aprender, além das aulas com professores que dominam a matéria ajudam bastante.

    O mais difícil foram as horas de sono perdido e distância dos amigos. Por causa de todas as dificuldades eu me esforcei e pensei no meu futuro, no que eu poderia fazer para as pessoas próximas a mim se beneficiarem.

    Quando o concurso se aproximou eu potencializei os estudos, estudava em média 12 horas por dia, quanto mais informação, melhor e mais preparado você irá estar. Acho que rever as matérias várias vezes ajudava na memorização e aprendizado, se tem algo que vale a pena é rever várias vezes as matérias e fazer mais simulados e resoluções de questões.

    Estude, foque, persista, um dia você irá brilhar, todos temos o seu dia de brilhar o meu foi hoje, amanhã será você, nunca desista dos seus sonhos.

    Ler depoimento completo
  • Vinicius Veiga de Melo Polícia Militar de Goiás - 2017
    Img 20160517 wa0010

    Meu nome é Vinicius Veiga de Melo, tenho 23 anos, sou de Anápolis – GO e fui aprovado no concurso da PM GO. Sou formado em Tecnólogo em Segurança Pública e resolvi estudar para concurso, pois, além de me espelhar em familiares e amigos, sempre foi um sonho me tornar policial militar.

    Iniciei minha preparação assim que vi num jornal, a notícia que anunciava um edital para nível médio. Isso aconteceu em agosto de 2016 e, até então, eu havia parado de estudar no 2º ano do ensino médio. Porém, semanas depois, em uma nova entrevista, o governador anunciou que seria necessário nível superior para concorrer às vagas. Mais que depressa, pesquisei sobre cursos superiores de curta duração e foi aí que conheci o Evandro, com sua famosa dica sugerindo que se faça um "tecnólogo de porra nenhuma" e o AlfaCon. Fiz ao mesmo tempo, o ensino médio, o superior e estudava em casa as matérias específicas da PM. Desse início até minha aprovação, se passaram cerca de seis meses. Por ter uma certa afinidade com português e absolutamente nenhuma noção de direito, me dediquei quase que exclusivamente às matérias específicas durante quase todo o processo.

    Quando decidi estudar, eu trabalhava todos os dias da semana. Trabalhava em uma mercearia de segunda a sexta, às quartas e sábados eu trabalhava em uma empresa de transporte de frutas e verduras, trabalhava carregando um caminhão, trabalho esse conhecido aqui popularmente como "chapa", e aos domingos eu vendia milho em uma feira livre. Naturalmente, eu levaria muito mais tempo para ser aprovado em algum concurso público, caso mantivesse essa minha rotina de trabalho. Pensando nisso, abandonei a minha banca de milho, e pouco tempo depois, pedi demissão da mercearia. O trabalho como chapa era (e ainda é, só começo a trabalhar na polícia dentro de uma semana) muito cansativo, mas rendia o suficiente para me manter durante essa preparação, além de me dar disponibilidade de estudar durante os outros dias da semana.

    Assim que comecei a fazer o tecnólogo, ganhei do dono do cursinho uma apostila para polícia militar por ter tirado boas notas nesse curso. Pouco depois comprei uma apostila PM GO do AlfaCon e estudei basicamente por ela e por aulas gratuitas do AlfaCon, até que aproveitei uma promoção do Alfa e comprei também o curso online.

    A minha separação me fez perder o foco por um tempo. Eu sentia falta do meu filho pequeno, pensava frequentemente se teria tomado a decisão certa de me separar e isso não me deixava estudar. Porém, certa vez, meu filho que na época tinha poucos meses de idade, passou a noite com febre e precisei levar ele no hospital público no meio da madrugada. O atendimento estava demorando muito, e ele chorava como se estivesse sentindo alguma dor. Precisei pedir pras pessoas da fila deixarem ele passar na frente, pra tomar a injeção e cortar a febre. Aquilo foi um momento muito difícil, mas foi o que eu precisava para voltar a me manter motivado: Meu filho precisava muito de mim, ele precisava de um plano de saúde e eu iria proporcionar isso a ele.

    Desde que li o edital, notei que um dos critérios de avaliação médica era o cálculo do IMC. À época, o meu estava em mais de 32, quando o limite máximo permitido era 25. Precisei, além de abandonar passeios, festas e algumas reuniões familiares, perder mais de 27 quilos nesse período de tempo. Isso significou na prática que, dentre outros exemplos, eu passei o Natal e o ano novo tomando água com gás e limão, e comendo uvas e pão integral.

    Assim que comecei a estudar, eu e minha esposa nos separamos. Eu acabava de abrir mão de metade da minha renda mensal (quando deixei de trabalhar na feira e na mercearia), e precisava me dedicar quase que exclusivamente aos estudos. Eu trabalhava menos, porém isso não significava que tinha mais tempo livre para ficar em casa. Ela não me deu o incentivo e apoio que eu precisava, e pouco mais de um mês depois de começar a estudar, nos separamos.

    Tentei Polícia Civil e Bombeiro Militar, ambos sem sucesso. Para esse concurso comecei a estudar com o edital aberto. Conheci o AlfaCon pesquisando sobre algum curso superior de curta duração, fui parar no YouTube, num vídeo que o Evandro dá dicas de como se preparar para concurso sem ter uma formação superior.

    Posso dizer que o AlfaCon foi fundamental em todas as etapas da minha aprovação. Desde as aulas extremamente objetivas, passando pelo exemplo de vida e trajetória do Evandro, até mesmo os momentos de descontração que eles proporcionam ao aluno, tudo isso forma uma verdadeira fábrica de aprovados.

    A maior dificuldade foi a interferência dos meus problemas pessoais. Não tive muita escolha, tentei aprender um pouco de meditação e técnicas de concentração e funcionou. Sempre tive um pouco de facilidade com provas de múltipla escolha, desde os tempos de colégio. Ansiedade e nervosismo bateram forte nas últimas semanas, mas eu intensifiquei meus estudos de modo que não tinha tempo suficiente para pensar negativo.

    O material de estudo do AlfaCon foi determinante. Persistência e foco no objetivo foram fundamentais também. Meu maior erro, foi não ter começado a estudar anos atrás.

    Primeiramente, eu diria que desistir não é uma opção. Diante de tantas adversidades, e em tão pouco tempo, eu consegui algo que mudou para sempre minha vida.

    A princípio, era apenas um sonho de infância, mas as coisas tomaram proporções muito maiores. Antes "ovelha negra", agora sou um exemplo na minha família: com meu incentivo, meu irmão e dois primos estão estudando para concurso também! E serão aprovados! Enfim, continue por você, pelos seus familiares, e por todos aqueles que de alguma forma estão com você nessa caminhada. A jornada é difícil, muitos vão desistir, mas é no momento mais complicado que você vai buscar forças para continuar. Eu jamais poderia imaginar como é doce o gosto da vitória. Mas você só valoriza o sabor doce da vitória, se tiver que engolir derrotas amargas pelo caminho.

    Ler depoimento completo
  • Ananda Rocha Lima Polícia Militar da Bahia - 2017
    Blank avatar

    Meu nome é Ananda Rocha Lima, tenho 24 anos, sou de Itapetinga – BA e fui aprovada no concurso da PM BA. Sou formada em Pedagogia e decidi começar a estudar para concurso público para mudar de vida.

    Estudo há dois anos para concurso público. Eu estudava diariamente, cerca de 4 horas por dia. Dediquei-me a estudar as matérias que sempre caem nos concursos, como, por exemplo, português, constitucional, administrativo e raciocínio lógico. Foi uma experiência árdua, contudo o resultado valeu muito a pena. Não precisei conciliar, pois somente estudava.

    Estudei com o material AlfaCon. O que me manteve motivada foram as minhas dificuldades, fiz destas aliadas para que eu pudesse lutar pela aprovação. Abdiquei de várias coisas, como, por exemplo, dos amigos, dos passeios e festas e de qualquer outra coisa que pudesse tirar o meu foco.

    Sou casada e tenho um filho. Minha família sempre me apoiou muito, principalmente meu pai, este foi a pessoa que mais me motivou a estudar e lutar por coisas melhores. Fiz outros dois concursos, consegui a aprovação, porém, não consegui ficar dentro das vagas. Esses me serviram como base, como um aprendizado, uma ponte para a vitória.

    Comecei a estudar antes do edital abrir. O que me manteve motivada foi justamente as dificuldades que eu tenho. Essas me fizeram querer mudar de vida. Conheci o AlfaCon por indicação de outros amigos. O AlfaCon foi minha base, meu maior aliado nessa jornada. Antes de estudar com o Alfa eu estava sem me sentir segura, sem conhecimento necessário. Eles me deram suporte para que eu conseguisse atingir meu objetivo que era passar em um concurso público. Só tenho a agradecer a equipe, aos professores e, principalmente, a Evandro Guedes- o maior professor de Direito Penal que já conheci.

    Meus métodos de estudo é fazer anotações e resumos, utilizo Mapas Conceituais. O mais difícil foram as críticas das pessoas. Muitas tentam o tempo todo te pôr para baixo e dizer que você não é capaz. Mas mantive-me confiante de que era capaz.

    Quando a prova se aproximou eu potencializei meus estudos e tentei não pensar na prova. Acredito que dei meu melhor, fiz o que podia ter feito e, dessa forma, estou muito satisfeita.

    Não pensem nas dificuldades ou nas palavras pessimistas dos outros, já que é o caminho árduo que nos leva a vitória e, além disso, Deus é justo com aqueles que persevera!

    Ler depoimento completo
  • Harlei Nunes de Almeida Bombeiro Militar da Bahia - 2017
    Blank avatar

    Meu nome Harlei Nunes de Almeida, tenho 28 anos, sou de Cristópolis e fui aprovado no concurso de Bombeiro Militar da Bahia. Estou cursando o penúltimo semestre de Gestão Financeira.

    Comecei a estudar principalmente pela estabilidade financeira que o serviço público proporciona, além disso, há várias pessoas na minha família que já são servidores públicos, dessa forma sempre fui incentivado por eles a estudar para concursos públicos.

    Quando eu resolvi fazer o concurso do CBM-BA, o edital já estava aberto, estudei pouco mais de um mês, porém já havia adquirido experiências em algumas matérias em concursos anteriores, o que me ajudou bastante. Estudava das 18h00 às 00h00 de segunda a sexta, nos finais de semana eu começava às 9h00 e ia até as 22h00. Como as específicas tinha grande peso, abdiquei das básicas e foquei apenas nas matérias específicas (o que não indico, deve-se estudar todas!). Foi meio arriscado, pois se eu fosse mal nelas não conseguiria a aprovação, mas como eu tinha pouco tempo até a prova, arrisquei e deu certo.

    Precisei conciliar trabalho e estudo. Trabalho das 07h às 16h com 1h de intervalo para o almoço. Sempre que podia, no trabalho, respondia questões de provas anteriores, fazia revisões, assistia a vídeo-aulas, assim ia reforçando minha preparação. Aproveitei bastante os eventos FREE que os professores disponibilizavam no YouTube, no site, fazia algumas anotações, além da super revisão de 11h na reta final que foi essencial para minha aprovação. Sem dúvidas alguma eu indico o material do AlfaCon, é o melhor da atualidade, os professores realmente passam o que cai nas provas, nem mais, nem menos!

    Estudar para concursos não é nada fácil, há sempre aqueles momentos de dúvidas, incertezas, e eu sempre procurava algo que me motivasse. E o que sempre me manteve motivado era a possibilidade de usufruir dos benefícios que o cargo público poderia me proporcionar, eu sempre pensava que aquilo era por pouco tempo. Além disso, eu sempre procurava vídeos motivacionais, lia, assistia a depoimentos de outros concurseiros que já passaram pelas mesmas lutas, só não podia era desistir, sempre tive fé em Deus, e se não fosse Sua intervenção não teria conseguido.

    Não sou muito de sair pra festas, baladas, sempre preferi ficar em casa, dessa forma não precisei abdicar dessas coisas. Porém, tive que renunciar radicalmente aqueles momentos com a família, deixei de ir a alguns aniversários de parentes, de estar na companhia deles, não é fácil, mas eu sabia que isso seria temporário.

    Atualmente estou solteiro e moro com a minha mãe. Sempre tive o apoio e incentivo da minha família para estudar (a maioria são servidores públicos, municipais, estaduais e federais) principalmente minha mãe, ela quem me dava todo suporte de que eu precisava. Antes desse concurso fui classificado no concurso do INSS - edital 2015, porém minha colocação ficou longe das vagas, além do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal - edital 2016, este fiquei excedente, onde aguardo uma possível convocação para as próximas fases. Essas duas "batidas na trave" foram essenciais para me manter confiante que minha aprovação era questão de tempo. Comecei a estudar com edital aberto estudando apenas o conteúdo específico.

    Conheci o AlfaCon pelo YouTube quando eu procurava vídeos motivacionais e encontrei o "Como estudar para Concursos". A partir do momento que me cadastrei no site do AlfaCon e me inscrevi no canal do YouTube, sempre aproveitava os eventos FREE postados pelos professores e aulões ao vivo. Costumo dizer que o AlfaCon me mostrou de fato o mundo dos concursos, com dicas de estudos, a motivação do Evandro Guedes, não só neste concurso em que obtive aprovação, mas desde o início quando comecei a estudar para concursos. O AlfaCon é 1000!

    A técnica de estudo que funcionou bastante comigo era a resolução de exercícios e questões de provas anteriores. Isso para mim foi essencial, nunca fui de fazer resumos, mapas mentais, nada contra, mas para mim era perda de tempo, uma vez que eu preferia estar resolvendo exercícios, assim eu conseguia fixar mais a matéria, além disso minha melhor forma de memorizar era a resolução repetidamente de questões comentadas.

    Respondia as questões e lia os comentários daquelas que tinha errado ou que estava com dúvidas, fazia isso repetidamente até acertar todas, e às vezes, mesmo que eu tinha acertado lia o comentário para ajudar a fixar o conteúdo.

    A maior dificuldade foi memorizar algumas matérias novas que não tinha visto, uma vez que o tempo até a prova era pouco. Mas foquei na resolução de questões comentadas dessas matérias.

    Quando há uma preparação a longo prazo, sem edital aberto, acredito que faz bem na reta final dar uma relaxada. No meu caso, eu não tive esse privilégio, pois já comecei a estudar com edital aberto. Passei o sábado anterior à prova resolvendo questões, à noite fui a um aniversário de uma prima com alguns trechos de leis no celular e fiquei lendo enquanto a galera se divertia, acordei 2h antes da prova e dei aquela olhada rápida em algumas anotações que fiz, estudei até o último instante.

    A grande falha foi não ter começado a me preparar antes. A resolução de exercícios teve bastante efetividade na minha preparação, sempre frisei isso aqui! Fiz questões até "sair sangue dos olhos". O segredo é não desistir, confiar em si mesmo, estudar, estudar e estudar!

    Não existe uma fórmula mágica. Estude da forma que se encaixa com você, se é por vídeo-aulas, se é por PDF, livros, etc. O concurseiro deve conhecer a si mesmo, suas limitações. Uma coisa é certa a aprovação virá e só não passa quem desiste.

    Ler depoimento completo
  • Lucas Vieira do Carmo Bombeiro Militar da Bahia - 2017
    Blank avatar

    Meu nome é Lucas Vieira do Carmo, tenho 21 anos, sou de Cristópolis – BA e fui aprovado no concurso de Bombeiro Militar da Bahia.

    Estou prestes a concluir o curso de licenciatura em Ciências Biológicas. Comecei a estudar para concurso público como forma de mudança de vida e para alcançar a estabilidade, e claro, para a realização dos meus sonhos mais rapidamente.

    Das várias disciplinas gerais eu estudei apenas português. No entanto, eu me dediquei a todas as disciplinas específicas. Bom, eu estudei em torno de dois meses para esse concurso, estudava duas matérias por dia, em torno de uma hora e meia cada disciplina. Em todo esse período, resolvi em torno de 700 a 1000 exercícios, fiz ainda 4 redações e sempre me preparando para os exames físicos.

    Fazia faculdade pela manhã, a tarde eu dava aula. Após isso, eu chegava em casa e a partir daí ou eu iria para uma cidade vizinha praticar natação ou então iria correr e fazer barra. A partir das 20:00 é que começava minha rotina de estudos que durava até meia noite.

    Estudei com os conteúdos gratuitos do AlfaCon e Agora Eu Passo.

    Quando estabeleço um objetivo na vida eu sempre fico motivado, mas ouve um período que eu desmotivei, algo em torno de 5 dias consecutivos. No entanto, após esse período, a garra voltou novamente, eu apenas tive uma conversa consciente comigo mesmo. Precisei abrir mão de muitas coisas. E um bom concurseiro deve saber dizer NÃO. Amigos que vinham na minha casa regulamente, eu os deixava falando com os meus pais para ir estudar.

    Deixei de sair com os amigos, assistir filmes, séries. Deixei de ir em viagens com a família, almoço na casa de parentes, e muito mais. Mas cada NÃO valeu a pena. Sou solteiro, moro com os meus pais e de certa forma todas as pessoas que fazem parte do meu mundo, me apoiaram e compreenderam o meu distanciamento.

    Nunca tinha feito um concurso público antes. Não tinha nem ideia de como era se preparar para um concurso público. Foi a partir dos ensinamentos do Evandro que minha vida mudou. Para esse concurso estudei com o edital aberto. Vi muitas dicas do Evandro e então, como um milagre, o edital abriu e eu só coloquei em prática os meus conhecimentos.

    Conheci o AlfaCon através de um amigo que vivia falando, então pensei “isso deve ser importante”, após isso, fui no YouTube e comecei a me alimentar do conhecimento de cada mentor do AlfaCon. Eles me ajudaram a entender que no Brasil a única forma do pobre possuir estabilidade e uma vida prospera é através de concurso.

    O AlfaCon me ajudou a preparar de forma simples e definitiva não só para o concurso atual mas para todos que eu ei de fazer. Meus métodos de estudo eram apenas leitura, revisão e exercícios. Não fiz simulados porque não tive como ter acesso a eles.

    Minha maior dificuldade foi conciliar tudo o que já fazia durante o dia com os estudos. Deixei de procrastinar e apenas sentei, liguei meu notebook e comecei a estudar. E isso se repetiu por 88 dias consecutivos. Procurei sempre pensar positivo, e afirmei para o meu subconsciente que as questões foram feitas para mim e que até mesmo o tema da redação foi feito pensando em mim.

    Minha falha foi não ter revisado de forma efetiva os conteúdos do dia anterior e claro, não ter feito simulados. “Estuda que tua vida tá uma merda!" - Evandro Guedes.

    Ler depoimento completo
  • Mateus Dantas Rocha Polícia Militar da Bahia - 2017
    Blank avatar

    Meu nome é Mateus Dantas Rocha, tenho 19 anos e fui aprovado em primeiro lugar na região de Feira de Santana no concurso da PM BA.

    Atualmente estou cursando Direito e decidi estudar para concurso público pois sonho com as carreiras policiais.

    Estudo a 2 anos e meio (desde 2015). Estudava todos os dias, nem que fosse por poucas horas. Durante a preparação, o tempo e quantidade de estudo oscilou devido a circunstâncias do dia a dia, entretanto, nunca parei de estudar. Com edital aberto o foco foi total, 8 horas por dia de estudo isolado e 3 horas de cursinho todos os dias (aulas 7 dias na semana).

    No quesito dedicação às matérias sempre procurei estudar tudo, dando enfoque a matérias carros chefes como redação, direito e português. Por fim, a minha experiência foi a melhor possível, restou o sentimento de que vale a pena lutar pelos seus sonhos. Na maior parte do tempo de preparação estudei um turno e trabalhei no outro. Com o anúncio do governador que o edital estava prestes a sair tomei a decisão de só estudar, apostar todas as fichas nisso.

    Estudei muito pelo canal do AlfaCon no YouTube, fiz cursinhos e aulas na minha cidade e comprei alguns materiais. Porém, a maior plataforma de estudos que eu utilizei foi a internet, através do YouTube e de sites de questões. Assim, considero que boa parte dos materiais que utilizei foram necessários para minha aprovação.

    Durante a preparação é inevitável a desmotivação e o cansaço, porém sempre procurei me motivar assistindo depoimentos de aprovados e os conselhos do Evandro Guedes. O que mais me manteve motivado foi a força do sonho em se tornar policial.

    Foi difícil deixar de sair com os amigos, pior ainda abrir mão de estar com a família, entretanto, tudo isso vale a pena...todos eles vão entender e te parabenizar depois da aprovação.

    Moro com minha mãe e ela sempre me apoiou e incentivou minha rotina e meu sonho. Por vezes ela tentou me convencer a desistir da carreira policial, porém sempre respeitou e nunca abandonou meu sonho, sem sua ajuda eu não chegaria aqui. Fiz muitas provas para treinar, desde vestibular e ENEM até outros concursos públicos, cheguei a ser aprovado na PM PE em 2016.

    Conheci o AlfaCon pelo YouTube, através da aula de Penal e ADM de Evandro Guedes. Eles me ajudaram MUITO disponibilizando materiais e aulas gratuitas pela internet. Sem dúvida isso é imprescindível para aqueles que ainda não tem condições de comprar os cursos pagos, com certeza vou acompanhar e me preparar pelo AlfaCon em busca das carreiras federais.

    Sempre utilizei resumos como método de estudo, estudava e ao longo da semana ficava preparando resumos a partir do meu conhecimento do assunto. O mais difícil é a falta de dinheiro, muitas vezes tendo que recorrer aos pais. Mas confiar em Deus e não desistir, ir até o fim.

    Na última semana de preparação priorizei revisar e preparar resumos, busquei relaxar ao máximo, na véspera da prova assisti filmes e descansei totalmente. Acredito que o essencial é a própria mente do candidato, não se deixar abalar e se manter sempre focado, controlando os excessos (até mesmo de estudo). Considero que poderia ter estudado mais, não fui 100% perfeito nos estudos durante os dois anos de preparação.

    Vale a pena! Garanto que nenhum aprovado vai te dizer que se arrepende do que fez! Continue firme que vai acontecer!

    Ler depoimento completo
Carregando...